sexta-feira, 23 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

STF

Celso de Mello prorroga por 30 dias inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF

De acordo com o despacho publicado nesta segunda-feira, 5, o pedido de prorrogação foi feito pela PF, com parecer favorável da PGR.

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

O ministro do STF Celso de Mello prorrogou por 30 dias o inquérito que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. De acordo com o despacho publicado nesta segunda-feira, 5, o pedido foi feito pela PF com parecer favorável PGR. Essa é a terceira vez que o decano autoriza prorrogar as investigações por 30 dias.

(Imagem: STF)

(Imagem: STF)

Relembre

O inquérito foi aberto no final de abril, a pedido da PGR, a partir de declarações do ex-ministro Sergio Moro, que fez a acusação de interferência ao se demitir do cargo. Desde que o ex-juiz fez as acusações, Bolsonaro tem afirmado que não interferiu na PF e que são "levianas todas as afirmações em sentido contrário".

Em setembro, o decano determinou que Bolsonaro deveria depor pessoalmente no inquérito. De acordo com Celso de Mello, o benefício especial de depoimento por escrito aos chefes dos três Poderes aplica-se somente aos casos em que figurem como testemunhas ou vítimas, não na condição de investigados ou réus. 

Ainda no mesmo mês, o ministro retirou da pauta do plenário virtual o recurso requerido pelo PGR Augusto Aras para o presidente depor por escrito.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 5/10/2020 15:55

LEIA MAIS