sexta-feira, 16 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Eleições 2020

Justiça suspende divulgação de pesquisa eleitoral que não indicou bairro e número de entrevistados

Liminar é do juiz Eleitoral Marco Aurélio Bastos de Macedo, de Riachão do Jacuípe/BA.

terça-feira, 6 de outubro de 2020

O juiz Eleitoral Marco Aurélio Bastos de Macedo, da 114ª Zona Eleitoral de Riachão do Jacuípe/BA, em tutela de urgência, determinou a suspensão da divulgação dos resultados de uma pesquisa eleitoral que não indicou os bairros onde foi realizada e nem a quantidade de pessoas entrevistadas.

(Imagem: Freepik)

(Imagem: Freepik)

No caso em questão, uma coligação e um candidato a vereador no município de Pé de Serra/BA formularam impugnação à divulgação de pesquisa eleitoral. A justificativa foi que a pesquisa não teria indicado os bairros em que foi realizada e nem o quantitativo de pessoas entrevistadas em cada uma dessas localidades.

Para os autores da ação, seria impossível aferir se houve adequada distribuição das entrevistas de forma proporcional à população de cada uma de suas regiões.

Ao analisar o caso, o juiz observou que a empresa responsável pela pesquisa limitou-se a indicar que ela foi realizada na "sede", não havendo divisão por bairros.

"Nesse caso, conquanto apontados os distritos e povoados em que a consulta foi realizada, entendo que, na sede, a simples menção à ausência de divisão por bairros, 'abrangendo assim todos os limítrofes da mesma', não atende à exigência regulamentar no sentido de que, ausente a delimitação dos bairros, deve ser indicada, ao menos, a(s) área(s) da cidade em que foi realizada."

Segundo o magistrado, a resolução TSE 23.600/19 também exige que seja expressamente apontado o número de eleitores pesquisados em cada setor censitário, o que não foi feito.

"Com isso, sem a indicação de quantos eleitores foram consultados em cada um dos distritos apontados e na sede, a confiabilidade da pesquisa fica, por ora, maculada."

Sendo assim, concedeu a tutela de urgência e determinou a suspensão da divulgação dos resultados da pesquisa eleitoral, com a consequente retirada de quaisquer publicações relativas ao tema.

A representação é patrocinada pelo escritório Falcão Rios Advocacia & Advogados Associados.

Leia a decisão.

_________

 

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 6/10/2020 09:34

LEIA MAIS