sábado, 17 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Lançamento

Lançada a obra "Inteligência Artificial Aplicada ao Processo de Tomada de Decisões"

Livro contempla visões, comunhões e dissensos sobre a temática da IA.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Lançada a obra coletiva "Inteligência Artificial Aplicada ao Processo de Tomada de Decisões" (D'Plácido), coordenada por Henrique Alves Pinto, Jefferson Carús Guedes e Joaquim Portes de Cerqueira César, que está em pré-venda.

"A presente obra enaltece o leitor do meio jurídico ao lhe apresentar o inquietante olhar qualificado de pesquisadores e práticos do Direito de áreas diferenciadas. Nesta coletânea de artigos jurídicos se vê o empenho e cuidado de seus coordenadores: Professor Doutor Jefferson Carús Guedes, Professor Mestre Henrique Alves Pinto e o Dr. Joaquim Portes de Cerqueira César, a quem cumprimento e parabenizo pelo trabalho. A partir da compreensão de que somos, todos, sujeitos do processo de conhecimento do fenômeno jurídico, a obra é valiosa por contemplar visões, comunhões e dissensos sobre a temática da IA. Em um tema novo, multidisciplinar e aplicado a contextos diversificados no meio jurídico é notável a virtude da heterogeneidade dos autores: com contribuições internacionais, pesquisadores nacionais de notáveis instituições, e profissionais de diversas carreiras jurídicas com experiência na área tecnológica. Cuida-se, assim, da preservação da subjetividade por uma racionalidade coletiva - aliando teoria e prática na compreensão do assunto.

( . . . )

Bem que hajam oportunidades como essa a fim de - por meio delas - conhecer melhor o presente da Inteligência Artificial aplicada ao processo de tomada de decisões, almejando seja criticamente avocado pelo movimento do fenômeno jurídico ao constante repensar dos paradigmas, trazendo, participando e criando de forma compartilhada novos significados aos significantes que aspiram unidade na diversidade, segurança na dinâmica do Direito e produção de confiança com esmero, adequada justificação e promoção dos direitos fundamentais. Em suma, estima-se que ao fim e ao cabo todos os saberes e práticas devem estar mesmo a serviço da humanidade". Luiz Edson Fachin, ministro do STF

__________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 9/10/2020 09:27