segunda-feira, 2 de agosto de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Escritório inicia atendimento jurídico às pessoas em situação de refúgio
Responsabilidade social

Escritório inicia atendimento jurídico às pessoas em situação de refúgio

Com projeto "Um por todos", Advocacia Souza Dantas tem o intuito de auxiliar refugiados a superar os variados obstáculos ao exercício efetivo de direitos.

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Com mais de 35.500 pessoas em situação de refúgio interiorizados no Brasil, inclusive para a cidade de Salvador, segundo o site Operação Acolhida, do Governo Federal, e considerando que existe hoje uma dificuldade na análise do mérito e prolação das decisões e atos concernentes ao processo de suscitação de refúgio, a Advocacia Souza Dantas, sediada em Salvador/BA, dá início às atividades do  projeto "UM POR TODOS - Projeto de Apoio às Pessoas em Situação de Refúgio", com o intuito de auxiliar a superar os variados obstáculos ao exercício efetivo de direitos e, principalmente, à consolidação da personalidade dos solicitantes.

Durante todos os anos de atuação, a Advocacia Souza Dantas sempre prezou pelo tratamento fraterno e igualitário para promover a defesa da legalidade. São mais de 15 anos de atividade pautados em amor ao próximo como elemento agregador e de coesão social e, justamente por ter como pilares valores que inspiram o desenvolvimento de uma sociedade livre e justa é que a Advocacia Souza Dantas dá início às atividades de Responsabilidade Social.

Para tanto, contra a violação da dignidade desses indivíduos afetados, principalmente no viés atinente ao livre e integral desenvolvimento de sua personalidade e sabendo da capacidade de promoção de um atendimento jurídico, a Advocacia Souza Dantas se comprometerá a trabalhar com o intuito de fornecer o apoio jurídico necessário para garantir a aptidão para permanência do solicitante de refúgio no Brasil.

As atividades estão delineadas em: Preenchimento do Sistema do Comitê Nacional para Refugiados (SISCONARE); Preparação e acompanhamento para entrevistas de elegibilidade; Orientações sobre documentos; Disponibilização gratuita de traduções; Orientação quanto à regularização migratória e naturalização; Instrução quanto à expulsão e deportação; Acompanhamento de processos; Prestar auxílio quanto à autorização de residência e reunião familiar; Orientação quanto à aquisição da Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM), do Documento Provisório de Registro Nacional Migratório (DP-RNM) e o acesso ao trabalho (CTPS); Orientações de ordem do direito empresarial para eventual abertura de uma MEI (Microempreendedor Individual).

Espera-se que as dúvidas referentes ao processo da solicitação de refúgio sejam sanadas e que através desse suporte haja uma viabilização quanto a inserção social e o apoio entre familiares. Além disso, está entre um dos objetivos a diminuição das dificuldades de inserção no mercado de trabalho e os riscos de exploração laboral junto com o combate à desinformação quanto aos direitos dos refugiados ou solicitantes de refúgio.

Para esse fim, o projeto de apoio às pessoas em situação de refúgio contará com o auxílio de uma Consultora de Responsabilidade Social e de advogados especializados nas áreas do Direito Tributário, Direito Civil, Direito Empresarial, Direito Administrativo, Direito Trabalhista e Direito Constitucional.

(Imagem: Divulgação)

(Imagem: Divulgação)

 

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 23/10/2020 09:02