segunda-feira, 10 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Coronavírus

"Não consigo falar em retomada assistindo milhares de brasileiros morrendo por dia", diz Fux

Ao discutir possibilidade de audiências por videoconferência, presidente do STF disse que a pandemia não acabou.

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Em julgamento que discutia a possibilidade de audiências de custódia por meio de videoconferência, o presidente do STF e do CNJ, ministro Luiz Fux, disse que o país vive um momento excepcional e não consegue falar em retomada "assistindo milhares de brasileiros morrendo por dia".

(Imagem: Reprodução/Youtube)

(Imagem: Reprodução/Youtube)

O ministro criticou a postura do CNJ após voto divergente do ministro André Godinho não permitindo audiência virtualmente, enfatizando que achava que a pandemia era "objeto de preocupação no CNJ".

"A pandemia é tão importante para o CNJ que Vossas Excelências antes da minha chegada aqui, liberaram todos os presos, em crimes contra Administração Pública, em crimes gravíssimos, por causa da pandemia. Então, eu sempre imaginei que a pandemia fosse objeto de preocupação aqui no CNJ."

Ao falar sobre a possibilidade das audiências serem presenciais, o ministro ressaoltou que a pandemia não acabou.

"Eu não estou com essa visão otimista de verificar que o Brasil está retomando. Os ministros do Supremo e do STJ se reúnem por videoconferência, nós também. Acabou a pandemia? Pelo que eu saiba não. Nós estamos retomando? Que eu saiba também não. (...) Não consigo falar em retomada assistindo milhares de brasileiros morrendo por dia, não tem retomada possível ainda. Depois da vacina até pode."

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/11/2020 20:04

LEIA MAIS