quinta-feira, 13 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Santa Cruz rechaça discurso negacionista do presidente do TJ/MS

Na última sexta-feira, em seu discurso de posse para a presidência do TJ/MS, o desembargador Carlos Eduardo Contar pediu que o Judiciário desprezasse os "picaretas" que afirmam "fiquem em casa".

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

O presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, se manifestou após o recém-empossado presidente do TJ/MS, desembargador Carlos Eduardo Contar, criticar o isolamento social e o combate à pandemia de covid-19.

Para Santa Cruz, o presidente do Tribunal Sul-mato-grossense cometeu atentado contra a inviolabilidade do direito à vida e agrediu a imprensa em seu dever de informar a população, ao chamá-la de "corrompida e partidária".

Leia as palavras de Santa Cruz:

"O desembargador Carlos Eduardo Contar, com o seu discurso de posse na presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, ofende os brasileiros e contribui para conduzir o país a um maior número de mortes pela pandemia do novo coronavírus. Em demonstração de desprezo às mais de 217 mil pessoas que perderam suas vidas, o desembargador incitou o desrespeito a medidas de contenção do vírus, cometendo atentado contra a inviolabilidade do direito à vida, garantia fundamental da Constituição, e agrediu a imprensa em seu dever de informar a população. A OAB aguarda a análise da conduta do desembargador pelos órgãos de controle do Judiciário."

t

No Twitter, Santa Cruz também comentou a fala do presidente do TJ/MS, dizendo que realmente não consegue acreditar que ainda possa haver negacionismo com relação à pandemia.

t

Entenda o caso

Na última sexta-feira, 22, foi empossada a administração do TJ/MS para biênio 2021/2022. O que chamou a atenção durante a solenidade foi o discurso do presidente recém-empossado, o desembargador Carlos Eduardo Contar.

Quase no fim de seu discurso, Contar pediu que o Judiciário sul-mato-grossense desprezasse os "picaretas" que afirmam "fiquem em casa" e convocou os servidores a retornarem aos trabalhos, pondo fim "à esquizofrenia e palhaçada midiática fúnebre". A posse foi transmitida por videoconferência.

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 25/1/2021 18:19

LEIA MAIS