quarta-feira, 4 de agosto de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. >
  4. Pazuello deve deixar ministério da Saúde
Saúde

Pazuello deve deixar ministério da Saúde

O assessor especial de Pazuello, no entanto, diz que o general não está doente e que não entregou o cargo.

domingo, 14 de março de 2021

Na manhã deste domingo, 14, o general Eduardo Pazuello pediu demissão do ministério da Saúde alegando problemas de saúde. Uma das cotadas para assumir a vaga de Pazuello é a cardiologista Ludhmila Rajjar, do Incor e da rede Vila Nova Star. As informações são do jornal O Globo. Oficialmente, o ministério da Saúde não confirma a saída do general do cargo.

O seu assessor especial, conhecido como "Markinho Show", no entanto, passou outra mensagem de Pazuello no Twitter: 

"Segue as aspas do ministro. Acabei de falar com ele agora 'não estou doente, não entreguei o meu cargo e o presidente não o pediu, mas o entregarei assim que o presidente solicitar. Sigo como ministro da saúde no combate ao coronavírus e salvando mais vidas" Eduardo Pazuello."

(Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress)

(Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress)

Pazuello é o 3º ministro da Saúde de Bolsonaro. Em 16 de abril do ano passado, Bolsonaro demitiu Luiz Henrique Mandetta, quando o Brasil completava 30,4 mil infectados pela covid-19 e 1.924 mortes. Mandetta tinha divergências com Bolsonaro acerca das medidas para combater o coronavírus.

Posteriormente, assumiu o oncologista Nelson Teich, mas o médico deixou a pasta em menos de um mês. Teich também mostrou divergências com o presidente. Bolsonaro editou decreto incluindo academias de ginástica, salões de beleza e barbearias como "atividades essenciais" sem o consentimento de Teich. 

Atualmente, o Brasil tem 11.439.558 pessoas infectadas pelo coronavírus e já contabiliza mais de 277 mil mortes pela doença. 

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 14/3/2021 19:59