segunda-feira, 18 de outubro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Advogado é espancado por policiais em Goiás
Agressão

Advogado é espancado por policiais em Goiás

Policiais teriam contido o advogado por desobedecer a corporação durante abordagem a morador de rua. Assista ao vídeo.

quinta-feira, 22 de julho de 2021

(Imagem: Imagens da internet)

Advogado é espancado por policiais em Goiás(Imagem: Imagens da internet)

O advogado Orcelio Ferreira Silverio Junior, de 32 anos, foi agredido nesta quarta-feira, 21, pela Polícia Militar em Goiânia. O vídeo mostra o advogado sendo segurado pelos agentes e levando socos e tapas. Ele chegou a ser arrastado pela calçada, mesmo após ser algemado com as mãos para trás.

A motivação teria relação com interferência do advogado em abordagem dos agentes a um morador de rua.

(Imagem: Reprodução/Youtube)

(Imagem: Reprodução/Youtube)

Veja o vídeo da barbárie:

Em nota, a Polícia Militar disse que instaurou Procedimento Administrativo Disciplinar para apurar os fatos e determinou o afastamento do policial envolvido na abordagem das atividades operacionais.  

O G1 informou que, segundo o boletim de ocorrência, os agentes do Giro - Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva teriam contido o advogado porque ele desobedeceu a corporação durante a abordagem a morador de rua, desferiu chutes e mordeu o dedo de um policial. Conforme a ocorrência, o causídico teria desacatado os policiais.

Um dos vídeos mostra que o advogado, mesmo deitado ao chão, leva um tapa no rosto de um militar e, em seguida, é arrastado pela calçada. Depois, o policial fica com o pescoço dele entre as pernas. Diante da cena, testemunhas gritavam na tentativa de conter a ação.

Em outro vídeo, o próprio advogado vítima dos policiais diz que também sofreu agressão no pátio da delegacia da Polícia Civil e na triagem. Assista:

Repúdio

A OAB Nacional informou que fará um desagravo público em repúdio às agressões sofridas pelo advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior. O presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, falou com indignação sobre os fatos ocorridos. "Imagens enojantes de agressão (covardia) policial contra advogado de Goiás. Milicianos que inclusive sabiam que estavam sendo filmados. Imagine o que fazem sem testemunhas! Iremos acompanhar o caso e confiamos em punição exemplar. Solidariedade aos colegas goianos."

O presidente da OAB/GO Lúcio Flávio disse que cuidou pessoalmente do caso, e que "iremos envidar todos os esforços que estiverem ao alcance da Ordem, seção de Goiás, para assegurar que esse ato seja, de maneira eficaz e pronta, punido, para que jamais volte a acontecer, nem contra advogado nem contra qualquer cidadão goiano".

A OAB/DF publicou nota repudiando veementemente as agressões. O presidente da seção, Délio Lins e Silva Jr., prestou solidariedade aos advogados goianos e afirmou que exige a devida responsabilização dos agentes envolvidos.

"Foi brutal e covarde, um verdadeiro ataque, o que vimos em imagens veiculadas pela imprensa em relação ao advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, quando ele apenas intercedia por um homem em situação de rua, que também foi agredido pelos agentes, segundo os relatos publicados. (...) É inaceitável que policiais tenham esse comportamento! Assim, vimos exigir, como cidadãos brasileiros e advogados, providências imediatas da Secretaria de Segurança Pública e do governador Ronaldo Caiado."

Também em nota oficial, a OAB/RJ manifestou sua indignação com o ato violento praticado por policiais contra a advocacia. "A OAB/RJ manifesta sua enérgica contrariedade aos atos de extrema violência e covardia comumente adotados pelas forças policiais em suas ações, indicadores de despreparo profissional e absoluto desprezo pelo Estado democrático de Direito. Procedimentos estes, se não incentivados, ao menos tolerados pela escala hierárquica a que pertencem."

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 22/7/2021 14:04