Migalhas

Terça-feira, 7 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Parceria entre Escritório de Advocacia e Escola de Samba rende bons frutos

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007


Dannemann Siemsen Advogados em parceria com a Mangueira

Lançamento de livro e projetos sociais para acolher a comunidade

O escritório Dannemann, Siemsen, Bigler & Ipanema Moreira e a Estação Primeira de Mangueira lançam o livro “Troféus da Mangueira”, que resgata a história da escola de samba e ressalta a importância dos projetos sociais que acolhem a comunidade. O Centro Profissionalizante Mangueira - Dannemann Siemsen - resultado da parceria da escola com o escritório de advocacia especializado em propriedade industrial - é um grande exemplo de sucesso na área social. Cerca de 400 alunos freqüentam diariamente os 32 cursos oferecidos, dos quais saem profissionais aptos para o mercado de trabalho. As oficinas conseguiram mudar a expectativa do povo da Mangueira.

Sobre a obra:

A obra “Troféus da Mangueira” traça toda a história da Mangueira, desde a ocupação do morro, onde atualmente moram 35 mil pessoas, até os projetos sociais. Terceira favela mais antiga do Rio, a Mangueira surgiu com a eliminação dos cortiços no Centro, a reboque das transformações urbanísticas implementadas pelo Prefeito Pereira Passos (1903-1906), que culminou com a remoção dos pobres. Lá foram eles morro acima. Os excluídos passaram a receber atenção especial e os projetos sociais viraram sinônimos de sucesso. “A ação social hoje é tão importante quanto o samba. Virou uma outra cara da Mangueira, também muito famosa”, atesta Eli Gonçalves da Silva, a Cininha, que tem a tarefa de comandar as ações sociais na quadra da escola. O livro conta a história das duas pontas que transformaram a escola de samba em modelo de profissionalismo e competência: o carnaval e as ações sociais. Após a criação do Centro de Memória da Mangueira a história da escola de samba verde e rosa começou a ser resgatada. Antigamente os troféus conquistados eram levados para casa pelos componentes das alas até que, através de anúncios nos jornais e TV, a escola conseguiu recuperar parte destes prêmios que hoje estão expostos na quadra da escola – o Palácio do Samba. “Troféus da Mangueira” documenta não só estas conquistas, mas também as vitórias obtidas pelos projetos sociais da escola e a impressionante capacidade de organização e execução de um espetáculo que movimenta milhares de pessoas desde a escolha do enredo até o desfile na avenida. Dividido em duas partes, o livro começa pela criação e desenvolvimento dos projetos sociais, hoje a principal atividade dos mangueirenses. E na segunda, conta a trajetória do Muda Mangueira, movimento que reuniu apaixonados pela escola para transformá-la de verdade. O livro tem textos de Aydano André Motta e fotos de Angela Siemsen.

_______________

informativo de hoje

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-