quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Clèmerson Clève toma posse na Academia Paranaense de Letras do Paraná
APL

Clèmerson Clève toma posse na Academia Paranaense de Letras do Paraná

Evento aconteceu ontem (22), na sede da OAB/PR.

terça-feira, 23 de novembro de 2021

Advogado e sócio do escritório Clèmerson Merlin Clève - Advogados Associados, Clèmerson Merlin Clève tomou posse como membro da Academia Paranaense de Letras (APL), dia 22/11. O evento foi realizado na sede da OAB/PR e foi conduzido pelo presidente da entidade, Ernani Buchmann. No início da solenidade, os acadêmicos Guido Viaro e Maria José Justino introduziram Clève ao recinto.

(Imagem: Divulgação)

Clèmerson Merlin Clève(Imagem: Divulgação)

Ao abrir os trabalhos, Buchmann ressaltou que Clève tem "perfeito domínio das letras, carreira acadêmica que o levou a ser reconhecido no Brasil e no exterior, e talento como poeta e dramaturgo". Ele observou ainda que a OAB é a casa do advogado René Dotti, antecessor de Clève na Cadeira 3, e o novo imortal são juristas e ele mesmo, o presidente da academia, é advogado prestes a completar o jubileu na profissão.

Ao se pronunciar, Clève começou citando a última estrofe do poema Xadrez, de Jorge Luis Borges. "Deus move o jogador, e este a peça. Que Deus por trás de Deus a trama começa de poeira e tempo e sonho e agonias?", recitou. O jurista então refletiu: "Essa questão me veio à mente no momento em que recebi a notícia sobre meu ingresso na Academia Paranaense de Letras. A minha vida será outra doravante. A disposição das peças no tabuleiro foi modificada", afirmou.

"É para mim uma alegria colossal ingressar na casa de Ulisses Vieira", disse o novo imortal. Ele prestou deferência aos acadêmicos na pessoa de Chloris Casagrande Justen. "Entro no novo mundo, preciso dominar o idioma, a gramática e o ritual da academia, mas estou ciente da responsabilidade", disse sobre o novo desafio.

A acadêmica Adélia Woellner fez a menção aos acadêmicos presentes. E a secretária da APL, Marta Moraes da Costa, fez a leitura do termo de posse da Cadeira 3, que tem como patrono Jesuíno Marcondes e na qual Clève foi antecedido por René Ariel Dotti. "Suceder, mas jamais substituir, porque o sucedido é insubstituível", disse o novo acadêmico ao referir-se a seu antecessor. As filhas do jurista, Rogéria Dotti e Cláudia Dotti, estiveram presentes na solenidade.

Clève descreveu Dotti ainda como de "notável erudição e bravura intelectual" e lembrou que ele era um jurista "respeitado dentro e fora do país, que escreveu algumas das obras mais importantes não só do direito penal, mas do direito brasileiro".

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 23/11/2021 17:32