sábado, 20 de agosto de 2022

MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Consumidor enganado por banco terá empréstimo cancelado e indenização
Induzido em erro

Consumidor enganado por banco terá empréstimo cancelado e indenização

Juiz considerou que houve má-fé de banco em negociação, já que cliente pensou estar tratando de antigas dívidas.

Da Redação

quinta-feira, 9 de dezembro de 2021

Atualizado às 13:51

O juiz de Direito Guilherme Mazzucco Portela, da vara única de Otacílio Costa/SC, condenou instituição bancária a anular contrato de empréstimo, bem como indenizar por danos morais um consumidor que realizou contratação por call center.

 (Imagem: Mikhail Nilov/Pexels)

Consumidor enganado por banco terá empréstimo cancelado e indenização.(Imagem: Mikhail Nilov/Pexels)

O magistrado observou que, enquanto a ré afirma ter havido a contratação de empréstimo pela parte autora, não levou aos autos cópia das gravações realizadas com o consumidor. Já o cliente comprovou ter sido induzido em erro. Na visão do magistrado, gravações, somadas a conversas de WhatsApp, não deixam dúvidas de que foi oferecido ao consumidor redução de parcelas dos empréstimos já realizados, e não a pactuação de novo negócio.

"Tanto é que a preposta da requerida em momento algum menciona novo empréstimo, mas tão somente a 'redução de parcelas', inclusive esclarecendo que os valores pagos à título de juros seriam devolvidos à título de crédito."

Para o magistrado, "é ululante a má-fé da instituição", que convenceu o consumidor, sabidamente hipossuficiente, a contratar novo empréstimo, quando pensava estar renegociando contratos anteriores para reduzir parcelas.

Julgou, assim, procedentes em parte os pedidos, para reconhecer a ilegalidade do contrato, devendo a ré ressarcir os descontos indevidos, e a parte autora devolver os valores recebidos; e, ainda, condenar a instituição bancária a indenizar por danos morais no valor de R$ 8 mil.

O escritório Engel Advogados atua pelo consumidor.

Leia a decisão.

_________

t

Patrocínio