sexta-feira, 7 de agosto de 2020

ISSN 1983-392X

Parlamento do Mercosul aprova proposta de agenda política

terça-feira, 26 de junho de 2007

 

Terceira sessão

Parlamento do Mercosul aprova proposta de agenda política

O Parlamento do Mercosul, que realizou sua terceira sessão ontem em Montevidéu, capital do Uruguai, aprovou a proposta de agenda política formulada pela comissão instituída para esse fim.


O documento traz os assuntos prioritários para o parlamento recém-criado, como o diagnóstico da situação do mercado comum e o tratamento de assuntos como a padronização normativa na área de saúde, a livre circulação de bens culturais, a legislação na área de saúde animal, a posse de terras por cidadãos do bloco em país estrangeiro, as assimetrias econômicas e geográficas entre os sócios, a integração energética e o fortalecimento do próprio parlamento.

O senador Cristovam pediu a inclusão do combate à pobreza como ponto prioritário, sugestão que havia sido apresentada à comissão pela delegação argentina, na forma de uma "melhor distribuição dos benefícios", com requalificação de mão-de-obra e investimento em educação.

"Eu creio que a palavra 'pobreza' tem de estar no nosso debate. É uma questão até de legitimidade de nós que representamos a população em todos os nossos países", disse Cristovam.

Por sugestão do senador Aloizio Mercadante - PT/SP, a unificação dos parâmetros macroeconômicos dentro do bloco e o acompanhamento do processo de criação do Banco do Sul e da redefinição do papel do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID também foram incluídos na agenda política do Parlamento do Mercosul.

A delegação argentina propôs a inserção também das questões aduaneiras e de reconhecimento de diplomas universitários para o exercício profissional, sugestões igualmente aceitas.

Integração energética

O senador Inácio Arruda - PCdoB/CE enfatizou o papel da integração energética como indutora da integração regional como um todo.

"É isso que consolida a nossa integração. A questão energética impõe uma integração para a América do Sul. Eu proponho então que, sem prejuízo da formação de comissões, a gente já prepare uma boa conferência sobre a integração energética", disse o senador.

Oito dos nove senadores que integram o Parlamento do Mercosul participaram da sessão em Montevidéu: além de Inácio Arruda, Cristovam Buarque e Aloizio Mercadante, Geraldo Mesquita Junior - PMDB/AC, Efraim Morais - DEM/PB, Pedro Simon - PMDB/RS, Romeu Tuma - DEM/SP e Sérgio Zambiasi - PTB/RS. A senadora Marisa Serrano - PSDB/MS, por conta de compromisso em Porto Alegre, só pôde chegar a Montevidéu no final da tarde, logo após o encerramento da sessão.

Dos nove deputados da delegação brasileira, sete estavam presentes: Beto Albuquerque, Germano Bonow, George Hilton, Geraldo Resende, Dr. Rosinha, Max Rosenmann e Cezar Schirmer.

__________________

informativo de hoje

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram