sábado, 18 de setembro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Machado Meyer lidera ranking de fusões e aquisições em 2007

Machado Meyer lidera ranking de fusões e aquisições em 2007

sexta-feira, 17 de agosto de 2007


Thomson Financial

Machado Meyer lidera ranking de fusões e aquisições em 2007

A agência de notícias e informações financeiras Thomson Financial divulgou pesquisa referente ao primeiro semestre de 2007 sobre os principais escritórios de advocacia em Fusões e Aquisições no mundo. O Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados é o primeiro escritório brasileiro, e o segundo colocado geral, no ranking para os negócios anunciados na América Latina (Any Latin Americ an Involvement Annouced). Esta categoria abrange as operações concluídas, mas ainda carentes da aprovação de órgãos reguladores (como o CADE).

Segundo a Thomson Financial, até o segundo trimestre de 2007, o escritório prestou assessoria jurídica a 15 negócios anunciados no período, que movimentaram, aproximadamente, US$ 8 bilhões. Considerando-se as fusões e aquisições completadas (Any Latin American Involvement Completed, operações concluídas e aprovadas pelos órgãos reguladores), o Machado, Meyer, Sendacz e Opice é o décimo oitavo no ranking latino-americano e o terceiro escritório nacional. A pesquisa inclui operações ocorridas entre 1/1/2007 a 30/6/2007.

Ainda de acordo com a pesquisa, na primeira metade de 2007, o volume movimentado por operações de Fusões e Aquisições anunciadas no mundo todo foi de US$ 2,7 trilhões, 62% a mais que no mesmo período de 2006. Considerando-se apenas a América Latina, este valor atingiu US$ 49,8 bilhões, com 579 operações anunciadas, contra US$ 46,202 bilhões no primeiro semestre de 2006. O mercado brasileiro também cresceu, com o volume de operações subindo de US$ 19,3 bilhões, na primeira metade de 2006, para US$ 23 bilhões, em igual período deste ano.

Em 2007, a banca assessorou o Grupo Ultra na aquisição, em conjunto com a Petrobrás e a Braskem, do Grupo Ipiranga; uma das maiores operações de aquisição do País em 2007. Além disso, o escritório prestou assessoria jurídica a operações como a compra da AngloAmérica pela MMX, a venda da Usina Santa Luiza, da Companhia Açucareira Vale do Rosário e da Companhia Providência.

Em 2006, ano em que o Machado, Meyer, Sendacz e Opice foi líder em fusões e aquisições completadas segundo a Thomson Financial, a banca assessorou a venda de participações societárias em cinco linhas de transmissão da Schahin para a Cemig, o ingresso do novo sócio no Grupo Abril, a venda de parte da Parmalat para a Perdigão, a venda do Banco Pactual para o UBS e a privatização da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista - CTEEP.

Com larga experiência no setor, o escritório participou das principais privatizações ocorridas no País, assim como de diversos negócios privados como a compra pelo Wal-Mart das redes de supermercado Bompreço e Sonae, a reorganização societária da Vivo e a fusão Ambev-Interbrew. Por estes serviços, recebeu diversos prêmios internacionais como; Brazilian Law Firm of the YearR21; da Revista International Financial Law Review e R20; Best Legal Advisor in Latin AmericaR21; da Revista Global Finance.

________________

 

 

 

 

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 17/8/2007 08:37