segunda-feira, 21 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Duas instituições de ensino da Bahia apresentaram os maiores percentuais de aprovação na última edição do Exame de Ordem


OAB

Maiores aprovações no Exame de Ordem ficam com a BA

O presidente nacional da OAB, Cezar Britto, anunciou ontem, ao reunir-se com os presidentes das 27 Seccionais da entidade, em Brasília, que duas instituições de ensino jurídico da Bahia - a Universidade Estadual de Feira de Santana e a Universidade Federal da Bahia - apresentaram os maiores percentuais de aprovação por instituição na última edição do Exame de Ordem, entre as Seccionais que optaram pela aplicação unificada do conteúdo das provas.

Ao divulgar a estatística, Britto afirmou que os dados revelam que o Brasil tem cursos de Direito de excelente qualidade, espalhados inclusive pelo interior. "Desmistificam, ainda, a idéia de que só as universidades federais conseguem registrar boa aprovação no exame, já que a instituição de ensino de Feira de Santana é estadual", afirmou.

A Universidade Estadual de Feira de Santana teve 25 candidatos inscritos na primeira fase da última edição do Exame de Ordem. Desses, 24 prestaram as provas, um aluno ficou ausente e 22 conseguiram êxito, resultando no percentual de 91,67% de aprovação.

Já a Universidade Federal da Bahia teve 117 candidatos, 115 compareceram às provas, dois ficaram ausentes e 102 alunos foram aprovados, registrando um percentual de aprovação de 88,7%. "Os dados demonstram mais uma vez que o Exame de Ordem acerta quando se unifica", afirmou Cezar Britto. Ao contrário do que ocorreu na Bahia, a Faculdade Afirmativo, de Mato Grosso, manteve sua performance negativa. De 29 candidatos inscritos, a instituição registrou 29 reprovações, ou seja, 100% de reprovação na primeira fase do exame.

Ainda conforme o presidente nacional da OAB, os resultados confirmam que as faculdades que são de baixa qualidade e que visam somente o lucro e à mercantilização do ensino continuam reprovando a totalidade dos alunos inscritos no Exame de Ordem.

_______________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/1/1900 12:00

Compartilhar