sexta-feira, 25 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Obra do TRT de SP será investigada novamente pela Procuradoria

Aditivos aumentaram em R$ 20 milhões os custos da obra

 

Na mira da Procuradoria

 

Passados cinco anos do escândalo das fraudes na construção do fórum do TRT de SP, que culminou na prisão, em 2000, do ex-presidente Nicolau dos Santos Neto, novamente a obra é alvo de uma investigação do MPF.

 

Os procuradores abriram procedimento investigatório para apurar 12 aditivos que garantiram à empreiteira OAS R$ 20 milhões a mais do que o previsto na licitação da conclusão da obra. Com os aditivos, a obra pulou de R$ 54,9 milhões para R$ 75,2 milhões. A pedido dos procuradores, uma equipe de engenheiros civis da Caixa Econômica Federal fará um pente-fino nos aditivos.

 

Os procuradores têm pelo menos dois focos: uma auditoria do TCU, que apontou várias irregularidades na obra, e depoimentos de servidores do TRT que, intimados pelo MPF, revelaram que a atual gestão do tribunal dificultou o trabalho dos engenheiros, exonerou e remanejou vários deles, esvaziando o setor.

 

Os aditivos foram autorizados na gestão da atual presidente, Maria Aparecida Pellegrina.

 

___________ .

 

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/1/1900 12:00