segunda-feira, 28 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Show especial da banda Rockfeller no Tom Jazz

Para comemorar dez anos de existência, a Banda Rockfeller apresenta-se no Tom Jazz num show que contará com a presença de convidados especiais. No próximo dia 13/10, a banda recebe o cantor Seu Jorge, que dividirá os vocais na música "Conversa de bêbado", com Zeca Aquino. A música inclusive será tema de novela. Com um show especial no Tom Jazz, que acontecerá no próximo dia 13, a banda recebe o cantor Seu Jorge, que dividirá os vocais na música "Conversa de bêbado", com Zeca Aquino.


Dez anos !

Show especial da banda Rockfeller no Tom Jazz

Para comemorar dez anos de existência, a Banda Rockfeller apresenta-se no Tom Jazz, no dia 13/10, num show que contará com a presença de convidados especiais : Dudu Braga e Maurício Manieri.

A banda é formada pelo desembargador paulista José Carlos Xavier de Aquino - mais conhecido como Zeca Aquino no meio musical -, Durval, Norival e Brotinho.

Acesse o Blog da banda, clique aqui.

A banda

A banda Rockfeller foi formada em 1998 com integrantes de vasta experiência musical, adquirida em vários anos de trabalho acompanhando artistas nacionais e internacionais de estilos diversos como o rei Roberto Carlos e os gringos do Double You.


Brotinho, Norival, rei Roberto Carlos e Zéca Aquino

O conjunto paulista interpreta os clássicos do rock desde os anos 60 até os dias de hoje com abrangência, já que os 4 integrantes cantam e tocam possibilitando covers fiéis.

Quatro integrantes compõe a banda Rockfeller, são eles: Norival D'Angelo, vocal e bateria; Durval Rodrigues, compositor, vocalista e guitarrista; Maurício Caggiano "Brotinho", nas composições, vocais e baixo; e José Carlos Xavier de Aquino, mas conhecido no meio musical como Zéca Aquino, na guitarra e no vocal.


Durval, Norival, Zéca Aquino e Brotinho

O desembargador guitarrista

Zéca Aquino ou José Carlos Xavier de Aquino herdou a tradição jurídica - um avô advogado, um tio desembargador - e também a musical - um avô maestro, uma avó cantora lírica e dois tios spallas da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.


O músico Zeca Aquino

Paulistano de 24/4/1951, o desembargador começou a tocar violão aos 10 anos de idade. Em 1965 formou sua primeira banda de rock, Álamos, juntamente com Norival D'Angelo que iniciava sua carreira como baterista. Em seguida participou dos grupos Galaxies e Beatniks.

Em 1970, começou a cursar Direito no Mackenzie. Terminou o curso em 1974 e, no ano seguinte, mergulhou de cabeça na profissão, entrou no Ministério Público e abandonou a música.

"Era muito jovem e paguei pelo noviciado. A carreira de promotor e de juiz viola um pouco o caráter das pessoas. Precisamos deixar de fazer uma série de coisas que jovens da mesma idade fazem, principalmente nas cidades do interior. Escondia que era músico para não atrapalhar a carreira", diz.

Antes de chegar à Magistratura, Xavier de Aquino foi promotor, procurador de Justiça e assessor da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.


O desembargador José Carlos Xavier de Aquino

Em 1993, foi nomeado juiz do Tribunal de Alçada Criminal pelo quinto constitucional, de onde saiu em 1999 para tornar-se desembargador do TJ/SP. Hoje Aquino é presidente da 5ª Câmara de Direito Público.

______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/1/1900 12:00