Migalhas

Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Equipe da AlfaSol realiza formação inicial do TeleSol em Teresina

A Alfabetização Solidária realiza, até o próximo dia 20 de fevereiro, no Centro de Formação Odilon Nunes, em Teresina, no Piauí, a capacitação inicial dos educadores que integrarão a equipe da Semec de implantação e execução do Programa TeleSol, que atenderá jovens e adultos no 1º segmento de Educação de Jovens e Adultos - EJA da capital piauiense.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009


Alfabetização Solidária

Equipe da AlfaSol realiza formação inicial do TeleSol em Teresina

A Alfabetização Solidária realiza, até o próximo dia 20 de fevereiro, no Centro de Formação Odilon Nunes, em Teresina, no Piauí, a capacitação inicial dos educadores que integrarão a equipe da Semec de implantação e execução do Programa TeleSol, que atenderá jovens e adultos no 1º segmento de Educação de Jovens e Adultos - EJA da capital piauiense.

Lançado pela Prefeitura de Teresina, por meio da Secretaria Municipal de Educação - Semec, e implementado em parceria com a AlfaSol e a Fundação Roberto Marinho - FRM, o programa objetiva garantir a continuidade dos estudos para três mil jovens com idade acima de 15 anos e diminuir os índices de analfabetismo funcional em Teresina.

Para tanto, estão participando da formação ministrada pela AlfaSol e pela FRM cerca de 200 profissionais, entre os quais estão incluídos professores e pedagogos, além de diretores e técnicos da Semec que atuarão como gestores do Programa. De acordo com a gerente da área de formação do Departamento de Formação e Acompanhamento Pedagógico - DFAP da AlfaSol, Rosilene Aparecida Oliveira Costa, o TeleSol está causando grande expectativa entre os profissionais que estão participando da formação no Odilon Nunes.

"Trata-se de uma novidade em para a EJA uma vez que o programa apresenta uma estrutura e metodologia diferenciada, que necessita de uma formação específica", explica ela. Isso porque o TeleSol, desde o momento em que ele começa a ser implementado na sala de aula, gera impactos para o processo de aprendizado dos alunos devido a organização interdisciplinar inerente à metodologia do programa.

Há ainda a questão tecnológica, representada pelas telessalas equipadas com aparelho de TV e DVD, que permitem aos alunos o acesso aos 75 vídeos, sendo 10 para os professores, nos quais são narradas histórias que apresentam temas atuais, como meio ambiente, cidadania e saúde. A metodologia é complementada por 12 livros, dos quais oito para o aluno e quatro para o professor.

A gerente da AlfaSol destaca também o apoio que a Organização está recebendo da Semec, presente em todos os momentos da formação, demonstrando o empenho da Secretaria em contribuir para o sucesso do programa.

A administração municipal de Teresina está implementando muitos esforços no intuito de garantir o fortalecimento da educação de jovens e adultos, consideradas como uma das prioridades da Semec.

Entre essas prioridades, segundo a coordenadora da Divisão de Educação de Jovens e Adultos - EJA da Semec, Sunamita Fontenelli, que esteve recentemente na AlfaSol, está a diminuição das taxas de evasão apresentadas pela EJA. "Estamos acreditando muito no TeleSol, porque traz uma metodologia que entendemos como fundamental para evitar evasões de alunos", conta Sunamita.

A AlfaSol - A Alfabetização Solidária é uma organização da sociedade civil, criada em 1997, com o objetivo de reduzir os altos índices de analfabetismo e ampliar a oferta pública de Educação de Jovens e Adultos - EJA no Brasil. A Organização, que adota um modelo de alfabetização simples, inovador e de baixo custo, baseado em parcerias, consolida resultados significativos no país e teve seu modelo de atuação reconhecido e premiado no Brasil e no exterior. Com o apoio atual de 150 empresas e instituições governamentais parceiras, que investem em educação, e de 76 instituições de Ensino Superior, a AlfaSol já atendeu mais de 5,4 milhões de alunos, jovens e adultos em 2.116 municípios do País, com a capacitação de mais de 249 mil alfabetizadores.

O trabalho também está voltado para a garantia da escolarização do público atendido, através da continuidade dos estudos em salas de Educação de Jovens e Adultos - EJA. A AlfaSol inclusive oferece o programa TeleSol, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, que propõe o ensino fundamental a egressos do processo de alfabetização inicial.

O atendimento a municípios brasileiros com maior índice de analfabetismo e menor IDH - Índice de Desenvolvimento Humano, normalmente localizados no Norte e Nordeste, continua sendo priorizado e ganha amplitude dentro do Programa Nacional de Alfabetização de Jovens e Adultos. Também são foco do atendimento os bolsões de analfabetismo localizados em metrópoles brasileiras, onde a AlfaSol desenvolve o Programa Grandes Centros Urbanos - PGCU, no qual os cidadãos solidários podem contribuir adotando um aluno, por R$ 21,00 durante oito meses.

___________________

_______________

patrocínio

últimas quentes