sábado, 16 de outubro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Amagis homenageia autoridades com a Comenda desembargador Guido de Andrade

Amagis homenageia autoridades com a Comenda desembargador Guido de Andrade

A Amagis vai homenagear os Três Poderes no próximo dia 10/9 com a Comenda desembargador Guido de Andrade. A honraria oficial da Amagis homenageia, anualmente, personalidades e instituições públicas e privadas que, por suas qualidades e valores, prestaram relevantes serviços à Associação e ao fortalecimento da classe.

domingo, 6 de setembro de 2009


Três Poderes

Amagis homenageia autoridades com a Comenda desembargador Guido de Andrade

A Amagis vai homenagear os Três Poderes no próximo dia 10/9 com a Comenda desembargador Guido de Andrade. A honraria oficial da Amagis homenageia, anualmente, personalidades e instituições públicas e privadas que, por suas qualidades e valores, prestaram relevantes serviços à Associação e ao fortalecimento da classe.

Os agraciados deste ano são : os ministros aposentados do STF Célio de Oliveira Borja e José Francisco Rezek; o deputado estadual, Durval Ângelo Andrade; e o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia. O orador oficial da cerimônia será o vice-presidente Financeiro da Amagis, desembargador Luiz Audebert Delage Filho.

Para o presidente da Amagis, juiz Nelson Missias de Morais, a insígnia da Comenda desembargador Guido de Andrade "carrega a marca da temperança, do equilíbrio, da perseverança e da crença nos valores permanentes da democracia e da liberdade, atributos que reluzem no nome que sustenta a condecoração. O seu exemplo transcende o espaço da história de sua vida. O seu espírito, hoje, nos ilumina e nos conduz nos embates e nos momentos de lutas e aflições", disse.

Desembargador José Guido de Andrade

O desembargador José Guido de Andrade, que dá nome à honraria da Amagis, foi um ícone da magistratura mineira. Sua morte, em 2004 representou uma grande perda para a classe, mas não apagou as boas memórias de suas lutas e conquistas em prol de todo o Poder Judiciário.

O desembargador formou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais, em 1956. Foi promotor adjunto na comarca de Ipanema e promotor de justiça na comarca de Ibiraci. Ingressou na magistratura e foi juiz das comarcas de Resende Costa, São Gotardo e Carandaí, além da comarca de Juiz de Fora. Também foi diretor da Amagis na Zona da Mata (2ª Seccional da Amagis). Em 1979, assumiu a função de juiz da comarca de Belo Horizonte e, em 1984, foi promovido a juiz do antigo Tribunal de Alçada. Foi promovido a desembargador do TJ/MG em 1988. Em 1995, foi vice-corregedor-geral de justiça e presidente da Amagis. Em 1997, José Guido foi eleito corregedor-geral de justiça sendo, ainda, 1º vice-presidente do TJ/MG, em 2001.

José Guido de Andrade também atuou como professor de história e geografia no Colégio São Boaventura, em Andrelândia. Foi professor de direito processual penal, na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora e Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais Vianna Júnior, também em Juiz de Fora. Em 1991, o desembargador foi integrante da Comissão Especial, designada pelo ministro da Justiça, que apresentou sugestões às alterações do CPP.

Serviço

  • Data : 10/9
  • Horário : 19h30
  • Local : Salão de Festas da Associação dos Magistrados Mineiros - Amagis (rua Ouro Fino, 367 - Bairro Cruzeiro - Belo Horizonte/ MG).

______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 4/9/2009 10:21