O que saiu em Migalhas sobre Alfred Dreyfus
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Alfred Dreyfus

Veja o que saiu no Migalhas sobre Alfred Dreyfus
/depeso
sexta-feira, 4/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (Final)

Nos artigos anteriores comentei que o primeiro defensor público do Capitão Alfred Dreyfus, vítima de erro judiciário de um Tribunal militar francês (1894), por suposta espionagem em favor da Alemanha, não foi Émile Zola, com a sua histórica...

...defensor público do Capitão Alfred Dreyfus (1859-1953), vítima de erro judiciário de um tribunal militar francês (1894), por suposta espionagem em favor da Alemanha, não foi Émile Zola (1840-1902), com a sua histórica...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (Final)
/depeso
quinta-feira, 3/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (III)

O livro do advogado polonês Louis Begley, "O caso Dreyfus – Ilha do Diabolo, Guantánamo e o pesadelo da História", é um registro minucioso do processo, da condenação e da revisão do famoso affaire Dreyfus, considerado um dos maiores erros j...

...acerca da defesa pública de Alfred Dreyfus (1859-1935) promovida por Ruy Barbosa (1849-1923). A imortal Águia de Haia estava exilada em Londres (1894) ao tempo em que a infamante condenação foi imposta pelo Conselho de...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (III)
/depeso
quarta-feira, 2/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (II)

"A epidemia do medo e a proteção dos direitos fundamentais" é o tema do segundo artigo da série "A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa", que traça um comparativo entre o caso do capitão Dreyfus, defendido publicamente pela nossa Águia d...

...francês de artilharia, capitão Alfred Dreyfus (1859-1935), por ato do Conselho de Guerra (1894). Seu autor é o ex-advogado polonês, Louis Begley, nascido em 1933 e que emigrou para os Estados Unidos em 1946. O caso Dreyfus...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (II)
/amanhecidas
terça-feira, 1/2/2011

MIGALHAS nº 2.561

Terça-feira, 1º de fevereiro de 2011 - Migalhas nº 2.561 - Fechamento às 12h. Registro Migalhas anuncia que, a partir de hoje, conta com mais um Apoiador : Manuel Alceu Affonso Ferreira Advogados (Clique aqui) _________...

...capitão de artilharia francesa Alfred Dreyfus, naquele que ficou conhecido como o "Caso Dreyfus". (Clique aqui) _____________ Migalhas mundo Direito em 2 anos Curso de Direito, com duração de dois anos,...
MIGALHAS nº 2.561
/depeso
terça-feira, 1/2/2011

A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (I)

Na verdade, porém, a imortal Águia de Haia – assim cognominado pela atuação na II Conferência Internacional da Paz (Holanda, 1907) – foi o primeiro defensor público do Capitão Dreyfus. Para fugir do governo despótico de Floriano Peixoto (18...

...capitão de artilharia francesa Alfred Dreyfus (1859-1935), por ato do Conselho de Guerra (1894). Ele sofreu as dores materiais, morais e espirituais ao ser condenado, unanimemente e em sessão secreta, à destituição das...
A imortalidade e a herança de Ruy Barbosa (I)
/depeso
sexta-feira, 25/6/2010

Nicole Dreyfus, a consistência das convicções

Desta vez, cuidarei de uma advogada francesa, que nasceu em 26 de maio de 1924, na cidade de Mulhose, e faleceu em Paris no dia 11 de fevereiro de 2010. A geração a que ela pertenceu, vocacionada à carreira jurídica, produziu uma plêiade de...

Desta vez, cuidarei de uma advogada francesa, que nasceu em 26 de maio de 1924, na cidade de Mulhose, e faleceu em Paris no dia 11 de fevereiro de 2010. A geração a que ela pertenceu, vocacionada à carreira jurídica, produziu uma plêiade de...
Nicole Dreyfus, a consistência das convicções
/depeso
quarta-feira, 2/5/2007

Penso, logo duvido

Descartes expressou o exercício da dúvida pela fórmula: penso, logo existo (Je pense, donc je suis). Esta formulação está hoje muito mal compreendida no Brasil, não só pelo povo em geral, como particularmente pela mídia. Assim sendo proponh...

Descartes expressou o exercício da dúvida pela fórmula: penso, logo existo (Je pense, donc je suis). Esta formulação está hoje muito mal compreendida no Brasil, não só pelo povo em geral, como particularmente pela mídia. Assim sendo proponh...
Penso, logo duvido
/amanhecidas
sexta-feira, 14/7/2006

MIGALHAS nº 1.454

Sexta-feira, 14 de julho de 2006 - Migalhas nº 1.454 - Fechamento às 11h.   "Quem faz injúria vil e sem razão,Com forças e poder em que está posto,Não vence, que a vitória verdadeiraÉ saber ter justiça nua e inteira." Camõe...

MIGALHAS nº 1.454
MIGALHAS nº 1.454
/amanhecidas
terça-feira, 17/8/2004

MIGALHAS nº 989

Terça-feira, 17 de agosto de 2004 - Migalhas nº 989 - Fechamento às 10h07. "A República tem vivido de leis pessoais, de reações pessoais, de atos pessoais do Poder Executivo e do Poder Legislativo. [...] E a responsabilidade dessa atitud...

MIGALHAS nº 989
MIGALHAS nº 989
Não há mais resultados para serem exibidos.