sábado, 13 de agosto de 2022

TUDO SOBRE

  1. Home >
  2. Tudo sobre > Luiz Fernando Guimarães

O que saiu em Migalhas sobre Luiz Fernando Guimarães

facebooktwitterlinkedinwhatsapp
Luiz Fernando Guimarães
Autor do Migalhas Antônio Fernando Guimarães Pinheiro
terça-feira, 24 de março de 2015

Antônio Fernando Guimarães Pinheiro

Advogado e sócio-fundador do escritório Pinheiro, Mourão, Raso e Araújo Filho Advogados.

Advogado e sócio-fundador do escritório Pinheiro, Mourão, Raso e Araújo Filho Advogados.
Autor do Migalhas Fernando Celso Guimaraes Neto
sexta-feira, 30 de abril de 2021

Fernando Celso Guimaraes Neto

Graduando em Direito na Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP. Bolsista PUB pela USP na área de Direito & Internet, sob a orientação da Profa. dra. Cristina Godoy Bernardo de Oliveira.

Graduando em Direito na Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP. Bolsista PUB pela USP na área de Direito & Internet, sob a orientação da Profa. dra. Cristina Godoy Bernardo de Oliveira.
Colunas - Migalhas de Proteção de Dados Estado vigilante e regulação das fake news
sexta-feira, 30 de abril de 2021

Estado vigilante e regulação das fake news

Estado vigilante e regulação das fake news.

... Proteção de Dados – IAPD. **Fernando Guimarães é graduando em Direito na Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP. Bolsista PUB pela USP na área de Direito & Internet, sob a orientação da profa. dra. Cristina Godoy Bernardo de Oliveira.
Migalhas de peso A revista íntima e a proteção à dignidade do empregado
segunda-feira, 25 de novembro de 2019

A revista íntima e a proteção à dignidade do empregado

Tomando como base a tutela jurídica constitucional da privacidade, a conclusão parcial a que se chega é que as revistas íntimas em empregados sempre serão abusivas, ferindo, por conseguinte, os direitos da personalidade de quem é submetido ...

... (1330-2002-039-03-00-5), Rel. Des. Fernando Guimarães A. Viegas Peixoto, DJMG 2.7.03, p. 13) (grifou-se). Existe, dessa maneira, uma ponderação dos interesses. O interesse patrimonial não pode postergar a dignidade da pessoa humana. Todavia é possível...