O que saiu em Migalhas sobre Jânio Quadros
Migalhas

O que saiu em Migalhas sobre Jânio Quadros

Veja o que saiu no Migalhas sobre Jânio Quadros
/depeso
quarta-feira, 7/4/2021

Renúncia não é desonra

A crise de saúde produz efeitos que se espalham e atingem outros setores da vida nacional. Economia; relacionamento interpessoal; relações estrangeiras; esportes; higidez das instituições; paz social; e tantas outras.

... Fonseca; Getúlio Vargas; Jânio Quadros e Fernando Collor de Mello Renúncias voluntárias. Voluntariedade relativa. Em princípio, ninguém que tenha por ocupar o poder o deixa voluntariamente. Circunstâncias imponderáveis, conduzem a essa extrema...
Renúncia não é desonra
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 31/3/2021

Porandubas nº 710

Gaudêncio Torquato analisa o panorama do campeonato eleitoral brasileiro, cujo final será disputado em outubro de 2022.

... Outros exemplos: Gandhi, Jânio Quadros. Por último, a alavanca da conformização, cujo apelo se volta para a solidariedade, a união, a irmandade. "A união faz a força". Procurem, agora, associar a voz rouca de Lula em palanque com algo. Identifica-se...
Porandubas nº 710
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 24/2/2021

Porandubas nº 705

O Brasil desta semana é diferente do país de uma semana atrás. As circunstâncias, Gaudêncio Torquato expõe.

... com esta historinha do Jânio Quadros. Obrigado, colega O próprio presidente Jânio Quadros, às vezes, transmitia seus bilhetinhos para os ministros por meio do aparelho de Telex que mandou instalar em seu gabinete, ligado diretamente com os ministérios...
Porandubas nº 705
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 6/1/2021

Porandubas nº 699

Abro a primeira coluna do ano com uma historinha de Caruaru. Uma infelicidade Em Caruaru/PE, o coronel João Guilherme, senador estadual e chefe político, comprou a um matuto um cavalo de sela. Cavalo bonito, mas com a pálpebra caída. Ce...

...a Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros, Getúlio Vargas, que tinham a admiração das massas? Está a léguas de distância. Não pode ser comparado nem aos generais dos tempos de chumbo, que tinham um programa a cumprir e até certo espírito democrático,...
Porandubas nº 699
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 5/8/2020

Porandubas nº 677

Entramos em um mês decisivo, segundo Gaudêncio Torquato.

... tragédias. Em agosto de 1961, Jânio Quadros renunciava à presidência da República. Carmen Miranda morreu em agosto de 1955. Getúlio Vargas praticou suicídio em 24 de agosto de 1954. No dia 2 de agosto, Hitler se tornava líder da Alemanha. Em 6...
Porandubas nº 677
/depeso
segunda-feira, 3/8/2020

A crise institucional no Brasil vai além de Bolsonaro

A atual crise política do Brasil é institucional, mas também é histórica.

... Quadros. Eleito em 1960, Jânio Quadros guardava semelhanças com Jair Bolsonaro. Ele disputou a presidência baseado em uma plataforma anticorrupção e anti-sistema, não sendo produto de nenhum dos principais partidos políticos da época – embora...
A crise institucional no Brasil vai além de Bolsonaro
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 29/7/2020

Porandubas nº 676

Nunca o Brasil teve imagem tão ruim no concerto das Nações como neste momento, segundo Gaudêncio Torquato.

... Otávio Mangabeira, outra de Jânio Quadros. O professor Nelson Valente, quem mais conhece a história de JQ, tem um grande repertório de casos e "causos". E livros. Vieram e não me encontraram Otávio Mangabeira foi governador da Bahia, ministro...
Porandubas nº 676
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 1/7/2020

Porandubas nº 672

Julho chega, segundo Gaudêncio Torquato, com o inverno, poucas esperanças e o início da onda eleitoral.

...o depois, a mesma cena. Jânio Quadros, presidente, vai a Fortaleza, há um desafio de cantadores. Chega com os óculos grossos e longos bigodes, um cantador o vê, saúda: – Vou louvar o meu patrão que já vem chegando agora. Engoliu a bicicleta...
Porandubas nº 672
/depeso
segunda-feira, 15/6/2020

Professor Walter Ceneviva

Ao professor Walter Ceneviva, advogado, professor, jurista e, sobretudo, grande amigo querido, meu abraço afetuoso, com todas as forças de minha admiração.

... Federal pelo presidente Jânio Quadros em 6 de março de 1961, assumiu em 13 do mesmo mês, mas se exonerou, a pedido, em 25 de agosto de 1961, um dia após a renúncia do presidente, que o nomeara, lealmente seguindo-lhe o retorno a São Paulo. Advogado,...
Professor Walter Ceneviva
/depeso
terça-feira, 19/5/2020

Walter Ceneviva, um grande amigo

José Roberto Hachich Maluf

Walter Ceneviva é para nós todos, que o conhecemos e o admiramos, muito mais que um exemplo, uma inspiração.

... quando o governador era Jânio Quadros. Seu desempenho excepcional fez com que Jânio, ao assumir a Presidência, o convidasse para procurador-geral do Distrito Federal e Territórios. Foi o mais jovem profissional a ter este cargo na Procuradoria...
Walter Ceneviva, um grande amigo
/depeso
segunda-feira, 18/5/2020

Walter Ceneviva – conselheiro da AASP visto por um companheiro de Conselho

José Reynaldo Peixoto Souza

A lembrança que fica é do homem culto e simples, descomplicado, agradável, bondoso e amigo com quem tive o privilégio de conviver.

... na curta presidência de Jânio Quadros –, especialista, mestre em Direito Civil pela Faculdade Paulista de Direito da PUC (1978) e regente da Cadeira de Direito Civil na mesma faculdade, naturalmente brilhava nas discussões versando a sua especialidade,...
Walter Ceneviva – conselheiro da AASP visto por um companheiro de Conselho
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 5/2/2020

Porandubas nº 654

O ano político começou com o fim do recesso parlamentar. A temperatura no território da política será mais quente que a do ano passado.

... eleição de prefeito para Jânio Quadros, em São Paulo. Uma curva em sua vida. Colombo A persistência é uma das principais virtudes dos grandes homens. Cristóvão Colombo aferrava-se à obsessão de que poderia chegar ao Oriente pelo caminho do Ocidente....
Porandubas nº 654
/pilulas
sexta-feira, 31/1/2020

Baú migalheiro

Há 59 anos, no dia 31 de janeiro de 1961, eleito com aproximadamente seis milhões de votos, Jânio Quadros tomava posse da presidência da república no Brasil. Com dois milhões a mais de votos do que o seu rival, o marechal Henrique Lott, s...

... seis milhões de votos, Jânio Quadros tomava posse da presidência da república no Brasil. Com dois milhões a mais de votos do que o seu rival, o marechal Henrique Lott, sua vitória foi favorecida pela crise que o país atravessava no final dos anos...
Baú migalheiro
/amanhecidas
sexta-feira, 31/1/2020

MIGALHAS nº 4.782

Informações jurídicas de sexta-feira, 31 de janeiro de 2020.

... aproximadamente seis milhões de votos, Jânio Quadros tomava posse da presidência da República no Brasil. Com dois milhões a mais de votos do que o seu rival, o marechal Henrique Lott, sua vitória foi favorecida pela crise que o país atravessava...
MIGALHAS nº 4.782
/quentes
sexta-feira, 29/11/2019

Primeira mulher negra a presidir XI de Agosto toma posse

Chapa Travessia foi eleita com 588 votos. Composta majoritariamente por mulheres e negros, a nova direção tem uma proposta de diálogo com os funcionários e alunos.

... ex-presidentes Michel Temer e Jânio Quadros, e os ex-ministros Aloysio Nunes e Fernando Haddad.
Primeira mulher negra a presidir XI de Agosto toma posse
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 24/7/2019

Porandubas nº 629

Os últimos dias foram férteis na produção de frases polêmicas por parte de Bolsonaro.

... coronel começa: – Dr. Jânio Quadros, em que dia e ano o senhor nasceu? Jânio arregala os olhos, entorta-os e volta-se para o lado: – Vicente, meu bem, será que ele não sabe? Não pode ser. O coronel não entende: – Não sabe o quê? –...
Porandubas nº 629
/pilulas
segunda-feira, 22/7/2019

Baú migalheiro

Há 58 anos, no dia 22 de julho de 1961, o presidente Jânio Quadros assinou o decreto-lei 51.009, que proibia espetáculos ou números isolados de hipnotismo e letargia, de qualquer tipo ou forma, em clubes, auditórios, palcos ou est...

...o de 1961, o presidente Jânio Quadros assinou o decreto-lei 51.009, que proibia espetáculos ou números isolados de hipnotismo e letargia, de qualquer tipo ou forma, em clubes, auditórios, palcos ou estúdios de rádio. Na televisão, só seria permitido...
Baú migalheiro
/amanhecidas
segunda-feira, 22/7/2019

MIGALHAS nº 4.648

Informações jurídicas de segunda-feira, 22 de julho de 2019.

... 22 de julho de 1961, o presidente Jânio Quadros assinou o decreto-lei 51.009, que proibia espetáculos ou números isolados de hipnotismo e letargia, de qualquer tipo ou forma, em clubes, auditórios, palcos ou estúdios de rádio. Na televisão, só...
MIGALHAS nº 4.648
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 17/7/2019

Porandubas nº 628

Julho deveria ser na política, segundo Gaudêncio Torquato, o mês da diástole, da descontração, eis que é o período de férias escolares, recesso parlamentar. Mas não tem sido assim.

... de Melo Franco, quando Jânio Quadros chega à presidência. À frente do Itamaraty a partir de 21 de agosto de 1963, Araújo Castro foi deposto do cargo após o golpe civil-militar de 1964. Em 19 de setembro de 1963, Araújo proferiu, na XVIII Sessão...
Porandubas nº 628
/coluna/porandubas-politicas
quarta-feira, 24/4/2019

Porandubas nº 617

Para Gaudêncio Torquato, o governo ainda não conseguiu puxar o fio da meada e a sensação é a de que o governo Bolsonaro não mostrou a que veio.

... Presidência nos governos de Jânio Quadros e Jango, entre 1961 e 1962, ministro do Trabalho em 1962 e das Relações Exteriores entre 1962 e 1963, além de primeiro-ministro do país entre 1962 e 1963. Tiro de misericórdia Após a saída dos cinco...
Porandubas nº 617
Não há mais resultados para serem exibidos.