Terça-feira, 22 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Justiça da BA

de 4/11/2018 a 10/11/2018

"É muito alentador, tendo-se em conta os dias em que vivemos, saber que existem juízes como o Exmo. dr. Luciano (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui)! Gostaria de ter presenciado esse feito!"

Glaucia Cristina de Oliveira Leite Torrezan - 5/11/2018

"Na semana em que ainda reverbera a afirmação do Exmo. ministro Toffoli é imensa a satisfação de ver um julgamento com o retratado na notícia (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui)."

Nilson Theodoro - 5/11/2018

"Parabéns ao nobre magistrado pela sua sensibilidade e senso de Justiça em sua irretocável decisão (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui)!"

Leonardo Amâncio - 5/11/2018

"Esse sim é magistrado, sensível, justo e que aplicou a lei de acordo com os fins sociais a que ela se destina (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui). O resto, é juiz que fica em rede social querendo aparecer."

José Fernando Azevedo Minhoto - 5/11/2018

"E fez-se Justiça (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui)!"

Adelson Oliveira - 6/11/2018

"Ilustres representantes do Migalhas, li e me emocionei verificando que seria muito salutar que os nossos magistrados e promotores públicos deste Brasil tão sofrido agissem como o dr. Luciano Ribeiro Guimarães Filho (Migalhas 4.475 – 5/11/18 – "Histórias do Brasil" – clique aqui). O defensor público e o Ministério Público da comarca de Jequié/BA resolveram de maneira mais que satisfatória a situação de uma jovem abandonada pelos pais, mas que se mostrou lutadora e sobreviveu a uma vida miserável. Penso que este exemplo deveria ser seguido pela Justiça quando se deparasse com casos que o Código Civil dificilmente resolve. É necessário que se parabenize aos envolvidos na ação judicial publicada no Migalhas chamando a atenção do mundo jurídico para que leiam com atenção a decisão do magistrado. Atitudes como essa devem ser louvadas e parabenizadas como um incentivo para, quando necessário, assim procederem."

Albertino de Almeida Baptista - 7/11/2018

Comente