Sábado, 21 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Após acidente sofrido em dezembro, presidente do TJ/AM deve retornar a Manaus no próximo domingo

A previsão de alta médica do desembargador Domingos Chalub é no fim desta semana. Sua chegada está prevista para domingo, 17/1. A informação foi divulgada no dia 10/1 pelo departamento de imprensa do TJ/AM.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010


Alta médica

Após acidente sofrido em dezembro, presidente do TJ/AM deve retornar a Manaus no próximo domingo

A previsão de alta médica do desembargador Domingos Chalub é no fim desta semana. Sua chegada está prevista para domingo, 17/1. A informação foi divulgada pelo departamento de imprensa do TJ/AM.

O presidente se encontra internado no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, desde o dia 3/1, onde está passando por um tratamento fisioterápico.

Chalub sofreu um acidente no dia 25 de dezembro, em frente ao hotel Da Vinci, onde foi atropelado quando saia do seu carro para o café da manhã no hotel.

Em telefonema para sua assessoria, o desembargador informou que hoje passaria por um nova intervenção cirúrgica, para fazer uma incisão em seu ombro esquerdo. O médico que acompanha o desembargador, Dr. Daniel Daniachi, entrou em contato com os também médicos ortopedistas amazonenses, Dr. Juarez Cajueiro e Nelson Henrique, para trocar informações sobre o processo de fisioterapia que continuará em Manaus.

O desembargador disse também que na segunda-feira, 18/1, estará de volta ao TJ/AM, "mesmo em cadeira de rodas, porque a vontade de trabalhar e a saudade é grande", comentou o presidente.

Antes de seguir para São Paulo, Chalub já havia passado por duas cirurgias na Clínica Santa Júlia de Manaus. As intervenções tiveram um tempo de duração de três horas. No regime pós-operatório, o desembargador ficou internado na UTI por 24 horas, retornando ao apartamento 215.

De acordo com o traumatologista e ortopedista Juarez Cajueiro, que operou o desembargador juntamente com o colega Nelson Henrique, as operações foram "cobertas de êxito".

A primeira cirurgia ocorreu no ombro esquerdo, onde houve um fratura de úmero. A segunda foi realizada na clavícula direita. O que mais preocupava os médicos que acompanham o desembargador era o profundo corte que Chalub recebeu na cabeça. Havia risco de traumatismo craniano e até mesmo hemorragia. Isso comprimiria o cérebro e uma operação em regime de urgência seria necessária. Mas, para alívio de todos, os exames e a tomografia revelaram que não houve traumatismo e o risco de hemorragia estava afastado.

__________________
_____________

Foto : Alex Pazuello

____________________
_______________

Leia mais

  • 29/12/09 - Mídias voltam-se para o atropelamento do presidente do TJ, Domingos Jorge Chalub, ocorrido no dia 25/12 - clique aqui.

_______________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes