Segunda-feira, 16 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Resultado do sorteio da série "Os 500 Melhores Júris que Fiz!"

Veja quem conquistou a série "Os 500 Melhores Júris que Fiz!", escrita pelo criminólogo Eduardo Leite.

sexta-feira, 21 de maio de 2010


Sorteio de obra

"Os 500 Melhores Júris que Fiz!", escrita pelo criminólogo Eduardo Cesar Leite, é uma série que descreve alguns dos julgamentos que ficaram registrados na história do Brasil. O leitor vai poder conhecer um pouco do universo dos crimes contra a vida. Suas motivações, características dos acusados, ações do instituto de acusação, defesa e jurados, tudo esmiuçado como nos melhores contos policiais e de suspense.

A cada história uma revelação. Em cada texto o olhar crítico, legal e irrefutável de quem viveu cada segundo dos casos, detalhando todos os erros e acertos da investigação policial, as falhas da acusação, as fases do procedimento criminal, os julgamentos e as ações realizadas pela defesa dos acusados.

A coleção é composta de oito volumes : "Traição Fotografada", "Fúria Grega", "Triângulo Amoroso", "Máfia Coreana", "Órfãos da Pátria", "Silêncio Afrontado", "Tradição Hitleriana" e "O Poder da Mentira".

"Traição Fotografada" (v.1 - 103p.)

Um homem apaixonado pela esposa e filhos, dono de uma carreira promissora, descobre algo que mudaria completamente sua vida: Uma foto. Tal descoberta deu início a uma impressionante história que resultaria no fim trágico da família perfeita. "Traição Fotografada" nos apresenta a face descontrolada e possessiva do homem, que desconsidera classe, clero e raça, mostrando-nos o rompimento definitivo dos valores morais e afetivos do ser humano para iniciar a face cruel de um psicopata.

"Fúria Grega" (v.2 - 124p.)

A comunidade grega de São Paulo é abalada pela morte de dois de seus integrantes. Assassinados brutalmente dentro de casa, eles são encontrados pelos amigos e a namorada de seu filho, com o qual mantinham uma tensa relação. Eles não tinham inimigos. Nada foi roubado. A casa não foi arrombada. As armas do crime sumiram. Então, quem seria o criminoso e quais os motivos o levaram a esta brutalidade?

"Triângulo Amoroso" (v.3 - 88p.)

O dono de um desmanche na zona sul de São Paulo se envolve em um romance cheio de mistério e erotismo. O relacionamento extraconjugal o leva a um mundo proibido, libidinoso, onde ninguém que entra pode sair. E onde todos seus atos são segredos mortais. Mas uma tragédia está para acontecer e a vida deste homem pode ser destruída a qualquer momento após a descoberta de seu segredo.

"Máfia Coreana" (v.4 - 120p.)

O confronto entre dois grupos rivais de coreanos acaba em morte e destruição. O que começou como uma discussão num karaokê em São Paulo se revela a ponta do iceberg de um mal escondido na sociedade de imigrantes da região: terror, medo e mentiras se juntam em uma teia que esconde muitos segredos. Entretanto, a maior de todas as revelações vem com a descoberta de quem são os envolvidos nestes crimes.

"Órfãos da Pátria" (v.5 - 95p.)

Numa busca incessante pela verdade, Eduardo Leite explora os nuances do caso "Berenice". Mãe de seis filhos, foi acusada pela tentativa de homicídio contra seus filhos gêmeos de apenas três anos de idade. A crueldade praticada por Berenice parece ter sido desvendada, até a descoberta das constantes tentativas da filha adolescente em colocar a mãe atrás das grades. Teria Berenice culpa, ou estaria sendo vítima de uma perigosa armadilha de sua própria filha?

"Silêncio Afrontado" (v.6 - 80p.)

Arthur é um jovem talentoso equipador de carros da classe média alta paulistana, que resolve tentar a vida no interior. Carlos é um professor de capoeira adorado pelos alunos e por sua cidade. Ambos amam o que fazem e se dedicam à sua arte. Suas vidas se cruzam. Uma tragédia choca a sociedade.

"Tradição Hitleriana" (v.7 - 121p.)

O nazismo, regime baseado no preconceito que dizimou centenas de milhares de pessoas acerca de meio século atrás, deixou seus resquícios, inclusive no Brasil. Esta história mostra todos os costumes e tradições recheadas de crueldade do neonazismo praticado pelos adeptos chamados de Skinheads. Centralizada principalmente na região do grande ABC, em São Paulo, as "Gangs" agiam como verdadeiros exércitos do terror, espalhando o medo e o horror que o mundo almeja esquecer.

"O Poder da Mentira" (v.8 - 97p.)

Um homem é encontrado morto em uma das comunidades mais carentes de São Paulo. Mentiras e contradições norteiam um complicado processo onde o desejo de vingança corrompe a verdade. Fica então a dúvida: vale a pena acreditar numa mentira para fazer valer a lei ou devemos sempre dizer a verdade, mesmo que isto coloque em liberdade um possível assassino?

Para conhecer mais sobre a série "Os 500 Melhores Júris que Fiz!", clique aqui.

Sobre o autor :

Eduardo Cesar Leite é advogado; criminólogo; coordenador do curso de pós-graduação em Ciências Criminais e professor de Criminalística, Criminologia, Vitimologia e Direito Penal do IEJUR. Coordenador executivo do curso de Direito Criminal Comparado para juristas brasileiros na Escola de Direito da Universidade de Miami. Conselheiro seccional da OAB/SP.

_______________

 Ganhadora :

Jussara Oliveira, auditora do TCE/SP, de Ribeirão Preto/SP

 

____________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes