Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

TJ/MG homenageia magistrados aposentados

Em solenidade realizada ontem, 11/8, o TJ/MG, por meio do Tribunal Pleno, prestou homenagem aos desembargadores que se aposentaram a partir de junho de 2009, e aos juízes de Direito que se aposentaram de junho de 2009 a junho de 2010.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Homenagem

TJ/MG homenageia magistrados aposentados

Em solenidade realizada ontem, 11/8, o TJ/MG, por meio do Tribunal Pleno, prestou homenagem aos desembargadores que se aposentaram a partir de junho de 2009, e aos juízes de Direito que se aposentaram de junho de 2009 a junho de 2010.

Foram homenageados os desembargadores José Francisco Bueno, Jarbas de Carvalho Ladeira Filho, Reynaldo Ximenes Carneiro, Sérgio Antônio de Resende, ex-presidente do TJ/MG, Célio César Paduani, Irmar Ferreira Campos, José Nepomuceno Silva e os juízes Edison Magno de Macêdo, Francisco Eclache Filho, Frederico do Espírito Santo Araújo, Lêda Carneiro, Márcia Cristina de Melo Breves e Milce Terezinha Mendonça Mansur.

Os desembargadores Ernane Fidélis dos Santos e Fernando Alvarenga Starling e os juízes Maurício Goyatá Lopes e Sônia de Castro Alvim, que também se aposentaram no período, justificaram sua ausência e receberão a homenagem oportunamente.

A medalha de agraciamento foi entregue pelo 1º vice-presidente do TJ/MG, desembargador Mário Lúcio Carreira Machado, que representou o presidente do TJ/MG, desembargador Cláudio Costa. O desembargador ressaltou que os homenageados dedicaram grande parte de suas vidas ao Judiciário mineiro, honrando a magistratura.

A saudação oficial aos homenageados foi feita pelo desembargador Geraldo Augusto de Almeida. O desembargador destacou a emoção em saudar amigos, colegas de trabalho e companheiros de carreira. Falou do semblante sereno que eles apresentavam, longe das angústias do ato de decidir e do burburinho diário das lides forenses. Discorreu sobre a trajetória do magistrado, da mudança de comarcas, de cargos, de funções, lembrando que tudo é passagem, só permanecendo a vocação inicial. Lembrou os dias privados da convivência familiar em benefício da resolução de conflitos, das responsabilidades e exigências do cargo até a chegada desse momento. Ressaltou que os homenageados levam e deixam o sentimento da responsabilidade cumprida.

Pelos homenageados pronunciou o desembargador Nepomuceno Silva. Ao iniciar, ressaltou que toda sentença é, de certa forma, um discurso. Destacou que a aposentadoria é o momento em que aqueles acostumados a dirimir conflitos dos quais não eram personagens retiram a caneta das decisões. O desembargador citou as comarcas por onde passou cada homenageado, relembrando, assim, um pouco da história de cada um, e destacou características e sentimentos essenciais ao magistrado como humildade, firmeza e consciência da fragilidade humana, dentre outros.

Mesa de honra

Compuseram a mesa de honra o desembargador Carreira Machado, o procurador-geral adjunto jurídico Geraldo Flávio Vasques, representando o procurador-geral de Justiça Alceu José Torres Marques, o secretário-adjunto de Estado de Defesa Social, Daniel Nepomuceno, o major André Márcio Mendonça, representando o comandante da 4ª região Militar, general Ilídio Gaspar Filho, e o desembargador Tibagy Salles Oliveira, representando o presidente da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), juiz Bruno Terra Dias.

Prestigiaram a solenidade, dentre outras autoridades, o ex-presidente do TJ, desembargador Orlando Carvalho, o 2º vice-presidente do TJ e superintendente da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef), desembargador Joaquim Herculano Rodrigues, a 3ª vice-presidente do TJ e superintendente dos Projetos Inovadores do Tribunal de Justiça, desembargadora Márcia Milanez, o corregedor-geral de Justiça, desembargador Alvim Soares, e o presidente do TRE/MG, desembargador Kildare Gonçalves Carvalho.

___________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes