Terça-feira, 24 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Resultado do sorteio das obras "Direitos Difusos e Coletivos", "Manual de Sociologia Geral e Jurídica" e "Magistratura de São Paulo"

Dedicados pelo autor Vitor Frederico Kümpel, do Vitor Kümpel Cursos Jurídicos, os livros "Direitos Difusos e Coletivos" (Saraiva – v.12 – 250p.); "Manual de Sociologia Geral e Jurídica" (Lex – v.1 – 312p.); e "Magistratura de São Paulo" (Verbo Jurídico – 373p.) vão contemplar seis migalheiros sortudos. Aproveite a chance e participe !

quinta-feira, 9 de setembro de 2010


Sorteio de obras

Migalhas realiza o sorteio de seis exemplares oferecidos por Vitor Frederico Kümpel, do Vitor Kümpel Cursos Jurídicos. Os livros "Direitos Difusos e Coletivos" (Saraiva – v.12 – 250p.), de Vitor Kümpel e Luiz Antônio de Souza; "Manual de Sociologia Geral e Jurídica" (Lex – v.1 – 312p.), de Olney Queiroz Assis, Vitor Kümpel e Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis; e "Magistratura de São Paulo" (Verbo Jurídico – 373p.), do também Daniel Carnio Costa vão agraciar seis leitores migalheiros.


Confira as obras :


"Manual de Sociologia Geral e Jurídica" (Lex – v.12 – 250p. - 2 exemplares) - Olney Queiroz Assis, Vitor Frederico Kümpel e Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis

A partir do século XX, como resultado da positivação do direito, a ciência jurídica passou a ser concebida como ciência dogmática. Essa ciência enxerga seu objeto, o direito, posto e dado previamente pelo Estado, como um conjunto compacto de normas que lhe compete sistematizar ou classificar, tendo em vista a decisão de possíveis conflitos. A partir desse modelo teórico, o direito é visto como um fenômeno burocratizado, um instrumento de poder, e o saber jurídico como um saber dogmático (uma tecnologia), motivo pelo qual o ensino jurídico tem negligenciado as contribuições da sociologia na compreensão do fenômeno jurídico.

Há, portanto, no estudo do direito, uma inclinação bastante forte de identificar a ciência jurídica como um tipo de tecnologia destinada apenas a atender às necessidades do profissional do direito do desempenho imediato de suas funções. Sob o império dessa premissa, muitos desses profissionais não percebem o direito como instrumento de mudança ou gestão social, não visualizam a função social do direito, não compreendem o direito como um saber que também serve à luta social exigida pelo mundo em que vivemos, enfim, não enxergam o direito como uma prática virtuosa a favor do ser humano.

"Direitos Difusos e Coletivos" (Saraiva – v.12 – 250p. - 2 exemplares), de Vitor Kümpel e Luiz Antônio de Souza

A proposta desta coleção é oferecer uma revisão precisa das disciplinas que serão exigidas nos exames da OAB; por isso, destacamos seus pontos fortes: a sistematização, a didática e o trabalho gráfico dos volumes.

Quanto ao primeiro aspecto, o candidato tem a oportunidade de rever em único material não apenas a teoria que foi lecionada em cinco anos de curso, mas também avaliar seu aprendizado com as questões extraídas dos exames oficiais da Ordem em âmbito nacional. Segundo ponto, a didática utilizada nos quadros sinóticos, fluxogramas e esquemas, que propicia um estudo dinâmico e motivante da respectiva matéria. E, finalmente, as diferentes cores utilizadas em cada volume, cujos destaques facilitam a memorização e tornam a leitura agradável e fluente aos olhos do leitor.

"Magistratura de São Paulo" (Verbo Jurídico – 373p. - 2 exemplares), de Vitor Kümpel e Daniel Carnio Costa






A obra inclui as últimas provas comentadas da magistraturas relativas aos concursos 179,180,181 e 182. Inclui as disciplinas: Direito civil, processual civil, penal, processual penal, constitucional, administrativo, tributário comercial.




Sobre os autores :

Vitor Frederico Kümpel é magistrado desde 1993, exerce atualmente suas funções na 27ª Vara Cível Central da Comarca de São Paulo. Doutor em Direito Civil pela USP. Professor de Direito Civil e Direito Processual Civil no Complexo Jurídico Damásio de Jesus - CJDJ. Professor de Hermenêutica Jurídica, de Propriedade Imaterial, de Direito Registral e de História do Pensamento Jurídico na Faculdade Damásio de Jesus. Professor na pós-graduação strictu sensu na UNIMES. Coordenador da Especialização de Interesses Difusos e Coletivos na EPD - Escola Paulista de Direito.

Olney Queiroz Assis é advogado. Mestre e doutor em Filosofia do Direito e do Estado pela PUC/SP. Bacharel em Direito pela PUC/SP, licenciado em Filosofia pela USP/SP. Atua como professor no Complexo Jurídico Damásio de Jesus - CJDJ, na Faculdade de Direito Prof. Damásio de Jesus, nos cursos de pós-graduação da EPD - Escola Paulista de Direito, da Escola Superior da Advocacia – ESA – OAB/SP e no curso de mestrado do Centro Universitário Eurípedes de Marília. Foi professor do Curso de pós-graduação da Instituição Toledo de Ensino, dos Cursos de pós-graduação da Faculdade de Direito da Universidade São Francisco/SP, Instituto Brasileiro de Estudos Tributários – IBET.

Ana Elisa Spaolonzi é formada em Direito e pedagogia pela PUC/Campinas. Mestre em Educação pela PUC/Campinas. Doutoranda em Políticas Públicas pela UNICAMP. Coordenadora e professora em cursos de pós-graduação da Faculdade de Direito Prof. Damásio de Jesus - FDDJ. Diretora do Instituto de Educação Anna Vasquez. Autora de diversos artigos publicados em revistas especializadas nas áreas de Educação, Pedagogia e Direito.

Luiz Antônio de Souza é promotor de Justiça do Meio Ambiente. Mestre e doutor em Direito Penal pela PUC/SP. Professor doutor da PUC/SP e do Complexo Jurídico Damásio de Jesus - CJDJ.

Daniel Carnio Costa é juiz de Direito no Estado de São Paulo. Coordenador do curso de Direito da Universidade de Ribeirão Preto - Unaerp (campus Guarujá). Coordenador da pós-graduação lato sensu da Universidade de Ribeirão Preto - Unaerp (campus Guarujá). Professor de Processo Civil da graduação e da pós-graduação lato sensu da Unaerp. Professor convidado da pós-graduação lato sensu da Universidade Mackenzie. Professor convidado da Escola Superior da Advocacia. Professor palestrante da AASP - Associação dos Advogados de São Paulo. Graduado pela USP e mestrando em Processo Civil na Faculdade Autônoma de Direito de São Paulo - Fadisp.

_______________

Ganhadores :

"Manual de Sociologia Geral e Jurídica"

Fernanda Ferro, assistente jurídica do Instituto de Previdência do Município de Curitiba/PR

Juliana Vieira de Figueiredo e Faro, advogada no Rio de Janeiro/RJ

"Direitos Difusos e Coletivos"

Enio Pereira da Rosa, advogado em Curitiba/PR

Guilherme Linhares Rodrigues, advogado em Juiz de Fora/MG

"Magistratura de São Paulo"

Adriana Carla Salsman, advogada em São Paulo/SP

Luiz Antonio de Andrade, promotor de Justiça de Araçatuba/SP













________________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes