Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Brasil 2014 - Bases aéreas da FAB receberão voos excedentes durante a Copa para evitar afogamento dos aeroportos comerciais

Após reunião com os órgãos oficiais da aviação civil, o ministro da Defesa Nelson Jobim anunciou que as bases aéreas da FAB serão utilizadas durante a Copa de 2014 para receber voos excedentes e evitar o afogamento dos aeroportos comerciais.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Brasil 2014

Bases aéreas da FAB receberão voos excedentes durante a Copa para evitar afogamento dos aeroportos comerciais

As bases aéreas da FAB e aeroportos alternativos de estados e de municípios deverão ser utilizados durante o período da Copa para receber voos excedentes e evitar congestionar os aeroportos comerciais. A informação foi dada quinta-feira passada, 14/10, pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, após reunião com os órgãos oficiais da aviação civil.

Segundo Jobim, o objetivo da reunião foi discutir a programação para a Copa de 2014, a partir dos dados mais atualizados sobre o setor. Participaram do encontro dirigentes da Infraero; da Anac; da Secretaria de Aviação Civil (SAC), do Ministério da Defesa; e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), do Comando da Aeronáutica.

O ministro determinou uma avaliação da demanda para 2014, levando-se em conta o crescimento atual da demanda doméstica, que chegou a 27% em setembro, e a demanda específica gerada pela Copa, que dura dois meses e tem como centro o mês de julho de 2014.

A partir da previsão, será calculada a oferta disponível com a infra-estrutura atual, e calculado o desnível entre demanda e oferta de infra-estrutura aeroportuária. Esse vácuo será preenchido com o aumento da oferta proporcionado pelas obras que a Infraero já está executando e também por ações administrativas especiais.

A oferta terá que ser dimensionada para atender à demanda com uma folga de 10%. Dessa forma haverá margem para acomodar eventos inesperados. "Por exemplo, se um presidente da República resolver ir ?", comentou Jobim. Com essa folga, o voo extra poderá ser recebido sem maiores transtornos para os demais passageiros.

Entre as medidas administrativas que serão estudadas, estão :

1- Uso de slots (autorizações para pouso e decolagem) em horários vagos para receber voos fretados (charter). Os observadores da Infraero e da Anac que foram enviados à África do Sul durante a Copa constataram um grande aumento do número de voos charter durante os dias de jogos;

2- Uso de Bases Aéreas da FAB para receber voos de delegações esportivas e de autoridades, desafogando os aeroportos comerciais;

3- Uso de aeroportos alternativos para os aviões da aviação geral (taxi aéreo, aviões executivos, etc.). Uma possibilidade é eles pararem em bases aéreas, que são mais centrais, deixarem seus passageiros, e decolarem imediatamente para estacionar nesses aeroportos alternativos, inclusive de estados e municípios.

____________
_______

Leia mais

  • 9/7/10 - Parlamentares aprovam recursos para Copa de 2014 e Jogos Olímpicos - clique aqui.

______________

 

______________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes