Segunda-feira, 20 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Lançamento - "Atualidade de San Tiago Dantas"

O lançamento acontece no próximo dia 20/6

sexta-feira, 17 de junho de 2005

Lançamento

"Atualidade de San Tiago Dantas"

O livro será lançado na próxima segunda-feira, dia 20/6, às 17h30, na ACRJ (Associação Comercial do Rio de Janeiro) no Auditório Ruy Barreto, Rua da Candelária, nº 9, 12º andar, RJ.

Em setembro de 2004, por ocasião dos 40 anos da morte de Francisco Clementino de San Tiago Dantas, ilustres personalidades se reuniram na Associação Comercial do Rio de Janeiro para uma memorável homenagem. Em análises e testemunhos que primam pela diversidade de aspectos abordados – sem deixar de lado a emoção dos que lembraram da convivência com o homenageado –, os participantes do seminário "Atualidade de San Tiago Dantas" traçaram um perfil completo daquele grande brasileiro, em suas mais variadas frentes de atuação: advogado e jurista, professor, ministro da Fazenda e das Relações Exteriores durante o governo João Goulart, deputado federal, jornalista, criativo escritor, notável orador e culto humanista.

Agora a editora Lettera.doc publica em livro essas análises e testemunhos, revisados pelos próprios autores, entre os quais destacam-se nomes como os dos Ministros Celso Amorim (Relações Exteriores) e Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência da República). Também fizeram suas análises ou deram testemunhos sobre San Tiago Dantas as seguintes personalidades: Celso Lafer, Helio Jaguaribe, Marcílio Marques Moreira, Arnaldo Niskier, Mario Gibson Barboza, Affonso Arinos de Mello Franco, José Gregori, Adacir Reis, Pedro Dutra, Maria Regina Soares de Lima, Alberto Venâncio Filho, Antonio Dias Leite e Jorge Leão Teixeira.

Ao final, a obra é enriquecida com uma nota biográfica, uma cronologia e com fotos históricas que retratam San Tiago Dantas junto a importantes personagens da história brasileira e da história do mundo

Um Grande Legado

Francisco Clementino de San Tiago Dantas nasceu no Rio de Janeiro, em 30 de outubro de 1911. Bacharelou-se pela Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Rio de Janeiro, em 1928, e tornou-se catedrático daquela instituição de ensino com pouco mais de 25 anos de idade. Além de professor, atuou como jurista, escritor, deputado federal por duas legislaturas, ministro da Fazenda e das Relações Exteriores durante o governo João Goulart. Ao lado de Afonso Arinos, San Tiago Dantas formulou a emenda constitucional que garantiu a posse de Jango com a renúncia de Jânio Quadros em 1961 e evitou que se consumasse na ocasião um golpe militar. Também consolidou a doutrina da Política Externa Independente, que, até hoje, dá a tônica das ações do Itamaraty. Foi o primeiro agraciado com o prêmio Juca Pato de “Intelectual do Ano”, em 1963. Membro da Ação Integralista Brasileira na juventude, migrou para o que ele mesmo chamava de “esquerda positiva”, sem sectarismos de qualquer ordem. Vítima de um câncer fulminante, San Tiago Dantas faleceu a 6 de setembro de 1964.

O livro, com distribuição inteiramente gratuita para bibliotecas públicas, entidades representativas da sociedade civil e personalidades da esfera pública e privada, tem 128 páginas, tiragem de 1.500 exemplares e foi editado pela editora Lettera.doc, com apoio da Associação Comercial do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado da Cultura do Rio de Janeiro e Instituto San Tiago Dantas, com o patrocínio do Banco do Brasil e da ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos).

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes