Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

SCPC

Movimento do comércio sobe 1,5% no ano

No acumulado de 12 meses a expansão foi de 3,6%.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

O indicador de movimento do comércio avançou 1,5% no acumulado de janeiro a julho de 2013, comparado ao mesmo período de 2012, de acordo com informações da Boa Vista Serviços S/A, administradora do SCPC - Serviço Central de Proteção ao Crédito. O indicador é obtido a partir de dados do varejo com abrangência nacional.

No mês de julho, o movimento do comércio avançou 0,2% na comparação com junho, retirados os efeitos sazonais. Avaliando os últimos 12 meses, contra os 12 meses terminados em julho do ano anterior, o indicador teve um aumento de 3,6%.

O setor varejista vivenciou nos últimos anos um ciclo de dinamismo, resultado da conjuntura macroeconômica favorável. Contudo, a desaceleração das taxas de expansão da maioria dos segmentos do indicador aponta para uma modificação do cenário de forte expansão em 2013.

Dessa forma, a Boa Vista espera que o comércio mantenha um crescimento em 2013, porém com taxas mais moderadas do que as registradas nos últimos anos. Este resultado deverá ser muito influenciado pela pressão inflacionária atual e por certa piora do mercado de trabalho, conforme já se observa na desaceleração do crescimento do rendimento médio, entre outros fatores.

Setores

O setor de móveis e eletrodomésticos expandiu 0,9% sobre o mês anterior, depois de efetuados os ajustes sazonais, sendo o grande responsável pela variação positiva mensal do indicador geral. Porém, a variação acumulada dos últimos 12 meses contra os 12 meses antecedentes foi de -0,3%, primeiro resultado negativo desde o início da série histórica.

Na direção oposta, a maior queda mensal dentre todos os setores foi registrada por supermercados, alimentos e bebidas que teve sua série dessazonalizada reduzida em 0,5% em comparação a junho.

O índice da categoria tecidos, vestuários e calçados contraiu 0,4% quando confrontado ao mês anterior – apurados os efeitos sazonais. O indicador no acumulado entre janeiro e julho de 2013 exibiu acréscimo de 2,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Por fim, o segmento de combustíveis e lubrificantes apresentou queda de 0,1% em relação a junho de 2013. Entretanto, o indicador manteve forte expansão de 4,1% no acumulado do ano na comparação com o período correspondente em 2012.

___________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes