Segunda-feira, 22 de julho de 2019

ISSN 1983-392X

HSBC

MJ pede acesso a dados da França sobre caso SwissLeaks

Também foi solicitado que investigadores e peritos brasileiros se desloquem ao país para análise do material.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

O Ministério da Justiça enviou pedido de cooperação à França para ter acesso aos dados obtidos pelas autoridades do país sobre o caso HSBC Private Bank (SwissLeaks). As informações vão embasar procedimento de cooperação internacional no MPF e inquérito policial em trâmite na PF.

O requerimento para obtenção das informações foi enviado pelo Departamento de Polícia Federal e pela Secretaria de Cooperação Internacional da PGR ao Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional do Ministério da Justiça, que é a autoridade central responsável por encaminhar o pedido ao Ministério da Justiça da República Francesa.

As autoridades nacionais também solicitaram que investigadores e peritos brasileiros se desloquem à França para analisar o material in loco.

Trabalho conjunto

Segundo o secretário de Cooperação Internacional da PGR, procurador regional da República Vladimir Aras, o Brasil vai aproveitar a cooperação da França, que já compartilhou os dados com outros países.

"Os órgãos envolvidos vão analisar se existem indícios de que esse dinheiro tenha sido enviado de forma ilegal ou seja de fontes ilícitas para tomar as providências cabíveis. O Ministério Público e a Polícia Federal vão atuar juntos no caso."

O delegado Áderson Vieira Leite, chefe da divisão de Repressão a Crimes Financeiros do DPF, ressaltou a importância do trabalho em conjunto entre os órgãos de controle e repressão do Estado Brasileiro, inclusive da Receita Federal - "o que tem sido um fator de agilidade na tomada das decisões".

patrocínio

VIVO

últimas quentes