Terça-feira, 21 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Oitiva

PGR é a favor de que Lula testemunhe na Lava Jato

Pedido foi apresentado pela PF na semana passada.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou parecer ao STF favorável ao pedido da PF para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja ouvido como testemunha em um dos inquéritos relativos à Lava Jato.

No Inq 3.989, são investigados 39 denunciados por suposta formação de organização criminosa para praticar os atos de corrupção na Petrobras. A autorização para ouvir Lula e os ex-ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência, governo Dilma Rousseff), Ideli Salvatti (Secretaria de Relações Institucionais, governo Dilma) e José Dirceu (Casa Civil, governo Lula) foi enviada pelo delegado da PF, Josélio Souza, na semana passada.

O pedido da PF usa como base depoimentos do doleiro Alberto Youssef, do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e do ex-gerente da estatal Pedro Barusco, delatores do esquema de corrupção.

No parecer, Janot afirmou que, com relação aos novos nomes indicados, não há nada que justifique, até o momento, a ampliação do escopo das pessoas investigadas.

"Isso não impede, entretanto, que as pessoas mencionadas pela Polícia Federal sejam ouvidas no presente inquérito, por ora, como testemunhas."

Assim, se manifestou pela oitiva de Lula e dos ministros apontados pela PF e pela prorrogação do prazo para a conclusão do inquérito.

Confira a íntegra do parecer.

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes