Terça-feira, 20 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Julgamento atesta firma de Saddam em documentos ligados aos assassinatos de 148 xiitas da cidade iraquiana de Dujail

segunda-feira, 17 de abril de 2006


Julgamento atesta firma de Saddam em documentos ligados aos assassinatos de 148 xiitas da cidade iraquiana de Dujail


Em mais uma sessão do julgamento de Saddam Hussein, especialistas em caligrafia confirmaram nesta segunda-feira que a assinatura em documentos ligados aos assassinatos de 148 xiitas da cidade iraquiana de Dujail seria mesmo do antigo líder iraquiano.


Saddam teria aprovado recompensas para os integrantes do serviço secreto iraquiano envolvidos nos assassinatos.


Os documentos haviam sido mostrados no início do mês e, embora tenha reconhecido as assinaturas como suas, Saddam teria levantado posteriormente dúvidas quanto a sua autenticidade.


Ele admitiu ter ordenado o julgamento que resultou nas execuções, dizendo que era parte de suas tarefas como presidente.


Genocídio


Os habitantes de Dujail foram executados após uma tentativa frustrada de assassinar Saddam em 1982.


O ex-presidente iraquiano e outros sete réus podem ser condenados à morte se considerados culpados.


O tribunal em Bagdá anunciou no início do mês que Saddam deve enfrentar novas acusações de genocídio, referentes à campanha militar contra os curdos no norte do país.


Calcula-se que cerca de 180 mil curdos tenham morrido durante as operações, ocorridas no final dos anos 1980.


O julgamento de Saddam Hussein deve ser retomado na quarta-feira.
________________

Fonte: BBC

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes