Sábado, 24 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Relator da CPI do Tráfico de Armas quer investigar recursos que pagam advogados

X

quarta-feira, 5 de julho de 2006

CPI

Relator quer investigar recursos que pagam advogados

No encerramento da audiência pública, o relator da CPI do Tráfico de Armas, deputado Paulo Pimenta, defendeu a investigação da origem dos recursos que pagam os honorários de advogados que defendem presos envolvidos com organizações criminosas. O ex-secretário de Administração Penitenciária de São Paulo Nagashi Furukawa concordou que o debate sobre o tema é oportuno.

Pimenta lembrou que o líder do PCC Marcos Camacho, o Marcola, afirmou, em depoimento para os deputados da CPI, que pagava os advogados com o dinheiro dos crimes que cometera. Segundo o relator, Marcola declarou: "Lucrei de R$ 11 milhões a R$ 15 milhões em cada crime. Tenho recursos para pagar os advogados que quiser com os roubos que realizo."

Agenda

O presidente da comissão, deputado Moroni Torgan, anunciou que a CPI vai ouvir na semana que vem quatro advogados presos sob acusação de envolvimento com o PCC. Segundo Torgan, os deputados ainda devem fazer diligências externas antes de entrar em recesso.

___________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes