Sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

ISSN 1983-392X

Subordinação

TV Migalhas: "Excelência" e "doutor" podem ser termos proibidos no tratamento a autoridades

Cena em que Lula chama procuradora de "querida" foi o que motivou o projeto de lei. Assista.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Uma cena protagonizada pelo ex-presidente Lula e a procuradora da República Isabel Vieira, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, foi o que motivou o senador Roberto Requião a propor uma nova regra para o tratamento protocolar de detentores de cargos públicos.

Pelo PLS 332/17, que tramita no Senado, fica proibido o uso de pronomes de tratamento que indiquem subordinação, como “doutor” e “excelência”. O projeto aguarda relator na CCJ da Casa Legislativa.

Na cena, o petista chama a procuradora de “querida”, momento em que ela pede que o tratamento seja pela forma protocolar devida. Assista:

leia mais

patrocínio

Advertisement VIVO

últimas quentes