Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Petrobras

Rafael Mendes Gomes é eleito diretor executivo de governança e conformidade da Petrobras

Mandato de novo diretor vai até final de março de 2019.

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Em reunião realizada nesta quinta-feira, o Conselho de Administração da Petrobras elegeu Rafael Mendes Gomes para o cargo de diretor executivo de governança e conformidade. O novo diretor foi escolhido com base em lista tríplice de profissionais de mercado, com notório reconhecimento e pré-selecionados por meio de processo conduzido por empresa especializada em recursos humanos.

Além disso, o executivo foi objeto de prévia análise pelo comitê de indicação, remuneração e sucessão do conselho de administração da Petrobras. O diretor João Adalberto Elek Junior permanece no exercício de sua função de diretor executivo de governança e conformidade até a posse do novo diretor.

Rafael Mendes Gomes é formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP e pós-graduado em Direito Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP e em Negócios na Era Digital pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo – FGV/SP. Em 2009, concluiu o Programa Avançado de Gestão da Escola de Administração do IESE, da Universidade de Navarra e obteve certificação como Profissional Certificado de Compliance e Ética – CCEP pela Society of Corporate Compliance and Ethics.

Adicionalmente, o conselho de administração aprovou a recondução dos demais diretores executivos da Petrobras, a saber:

– Diretor executivo de assuntos corporativos: Eberaldo de Almeida Neto;

– Diretor executivo de desenvolvimento da produção e tecnologia: Hugo Repsold Júnior;

– Diretor executivo de estratégia, organização e sistema de gestão: Nelson Luiz Costa Silva;

– Diretora executiva de exploração e produção: Solange da Silva Guedes;

– Diretor executivo financeiro e de relacionamento com investidores: Ivan de Souza Monteiro; e

– Diretor executivo de refino e gás natural: Jorge Celestino Ramos.

Os novos mandatos terão duração até 26 de março de 2019, unificando-se os prazos de gestão de todos os membros da diretoria executiva com o prazo do atual mandato do presidente da Petrobras Pedro Pullen Parente, conforme determinado na legislação de regência das empresas estatais.

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes