Quinta-feira, 14 de novembro de 2019

ISSN 1983-392X

Transferência

Procurador que esfaqueou juíza no TRF-3 é transferido para Tremembé

Matheus Carneiro Assunção estava internado no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

O procurador da Fazenda Matheus Carneiro de Assunção, preso em flagrante após esfaquear a juíza Louise Filgueiras, na sede do TRF da 3ª região, foi transferido para a penitenciária de Tremembé, no interior de SP. O procurador estava internado no Hospital das Clínicas, na capital paulista.

t

Relembre

Matheus Carneiro de Assunção foi preso no dia 3 de outubro após tentar matar a juíza Louise Filgueiras na sede do TRF da 3ª região. O procurador chegou a acertar uma facada no pescoço da magistrada, mas o ferimento foi leve.

De acordo com o TRF da 3ª região, foi ao Tribunal para participar do “II Congresso de Combate à Corrupção na Administração Pública”. Ele conseguiu acessar o prédio com a sua carteira funcional.

O procurador invadiu o gabinete da juíza Louise Filgueiras, convocada para substituir o desembargador Paulo Fontes, que está de férias. Há informações de que antes da agressão contra a magistrada, ele já se mostrava descontrolado ao despachar com uma desembargadora.

 Antes da agressão, a juíza trabalhava em sua mesa e foi surpreendida pela invasão do procurador, que tentou acertá-la por diversas vezes, no entanto, a magistrada conseguiu se afastar dele. Assunção tentou jogar uma jarra de vidro na direção da magistrada, mas errou.

 Ele foi imobilizado pelas pessoas que estavam dentro do gabinete durante a ação e, posteriormente, preso em flagrante. A PF informou que Matheus foi preso em flagrante pelo crime de "tentativa de homicídio qualificado contra a juíza".

Dias depois, o juiz Federal Fernando Toledo Carneiro, da 1ª vara Federal Criminal de SP, determinou a substituição da prisão preventiva do procurador da Fazenda Matheus Carneiro de Assunção pela internação provisória no Hospital das Clínicas em São Paulo.

A juíza Federal Andréia Costa Moruzzi, da 1ª vara Federal Criminal de SP, fixou medidas cautelares ao procurador da Fazenda Matheus Carneiro de Assunção enquanto estava internado no HC e chegou a determinar que a instituição médica deveria, periodicamente, enviar relatórios detalhados sobre o estado do procurador. 

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes