Quinta-feira, 23 de maio de 2019

ISSN 1983-392X

Rússia proíbe mão-de-obra imigrante no comércio

X

segunda-feira, 2 de abril de 2007


Nova lei

Rússia proíbe mão-de-obra imigrante no comércio

A Rússia proibiu estrangeiros de trabalhar no seu comércio varejista a partir deste domingo. De acordo com a lei que entrou em vigor no dia 1º de abril, o emprego em lojas e bancas de mercado fica reservado para cidadãos russos. Entretanto, estrangeiros ainda poderão ser contratados como carregadores ou empregados de limpeza.

A legislação começa a pôr em prática o discurso do presidente russo, Vladimir Putin, para quem é necessário "defender os interesses da população nativa", depois de confrontos raciais registrados no norte do país no ano passado.

Condenação

Grupos de direitos de imigrantes condenaram a lei, que consideraram injusta e infactível.

A legislação afeta os cerca de 20 mil estrangeiros até então empregados nos mercados de Moscou desde os tempos da União Soviética.

De acordo com o correspondente da BBC em Moscou, James Rodgers, a nova lei mudou a cara do varejo russo.

Segundo ele, os mercados representavam uma fonte de renda para pessoas de países mais pobres dispostas a trabalhar por longas horas e baixa remuneração.

A imprensa russa tem advertido que a lei pode ter o efeito colateral de elevar os preços das mercadorias, por conta das pressões salariais de empregar cidadãos russos. Autoridades rejeitam essa hipótese.

_________
____________

Fonte: BBC Brasil

__________________

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes