Segunda-feira, 26 de agosto de 2019

ISSN 1983-392X

Movimento de Defesa da Advocacia - MDA

Trabalhar pela valorização da advocacia

terça-feira, 8 de junho de 2004

Movimento de Defesa da Advocacia - MDA

Cerca de cem advogados pertencentes aos mais destacados escritórios de advocacia do país fundaram, em São Paulo, uma entidade destinada a trabalhar pela valorização da advocacia.

Trata-se do Movimento de Defesa da Advocacia - MDA, entidade privada, sem fins lucrativos, destinada a colaborar com a Ordem dos Advogados do Brasil promovendo a valorização da advocacia, bem como a defesa intransigente das prerrogativas profissionais do advogado.

Segundo explica a carta de apresentação da entidade “o desrespeito à pessoa do advogado, assim como a violação de suas prerrogativas implicam, em última análise, a diminuição de direitos constitucionalmente assegurados a todo e qualquer cidadão, uma vez que o advogado, ao exercer seu mister, não defende direito ou interesse próprio, mas de toda a sociedade. Dessa forma, reclamar tratamento digno e respeitoso ao advogado, assim como atenção às prerrogativas inerentes ao exercício da advocacia constitui muito mais que a defesa de uma classe, constitui a defesa da democracia, da liberdade e da justiça.”

O MDA é presidido pelo advogado criminalista Sergio Rosenthal e possui um conselho formado por 65 advogados. A entidade conta também com o apoio de grandes nomes da advocacia paulista como os ex-presidentes da OAB/SP Antonio Cláudio Mariz de Oliveira e Carlos Miguel Aidar, além dos atuais presidentes da Associação dos Advogados de São Paulo, Jose Roberto Pinheiro Franco e do Instituto dos Advogados de São Paulo, Tales Castelo Branco.  

Entre as medidas já adotadas pelo MDA estão o encaminhamento de diversos ofícios a autoridades alertando sobre violações a prerrogativas da classe e a organização de palestras  e eventos destinados a enaltecer a importância do advogado na defesa da sociedade.

_______________

 

patrocínio

Bradesco VIVO
Advertisement

últimas quentes