Sábado, 19 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

TSE volta a alertar eleitores sobre falsos e-mails

A Justiça Eleitoral alerta que detectou, novamente, a circulação de falsos e-mails dirigidos a eleitores em seu nome, nos quais são solicitados dados pessoais e o eleitor é advertido quanto ao risco de cancelamento do título. A falsa comunicação traz até mesmo o brasão da República, o que leva o eleitor a acreditar que se trata de correspondência oficial.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008


Alerta

TSE volta a avisar eleitores sobre falsos e-mails

A Justiça Eleitoral alerta que detectou, novamente, a circulação de falsos e-mails dirigidos a eleitores em seu nome, nos quais são solicitados dados pessoais e o eleitor é advertido quanto ao risco de cancelamento do título. A falsa comunicação traz até mesmo o brasão da República, o que leva o eleitor a acreditar que se trata de correspondência oficial.

O TSE reitera a advertência de que não envia tais mensagens nem autoriza ninguém a fazê-lo em seu nome. Quem abrir a falsa mensagem corre risco de receber vírus no computador.

Em duas oportunidades - em agosto de 2005 e fevereiro de 2006 - o TSE encaminhou ofícios ao Ministério da Justiça, solicitando a atuação da Polícia Federal para rastrear as falsas mensagens e apurar responsabilidades quanto ao envio dos e-mails.

Aviso

Na página oficial do TSE na Internet (clique aqui), há a seguinte mensagem aos eleitores sobre os e-mails falsos:

"O Tribunal Superior Eleitoral alerta que estão circulando e-mails em nome do Tribunal comunicando o cancelamento de títulos eleitorais e solicitando a atualização de dados cadastrais para a Justiça Eleitoral. O TSE informa que não envia e-mails a eleitores, nem autoriza nenhuma outra instituição a fazê-lo em seu nome. Mensagens desta natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus de computador".

Mensagens de conteúdo semelhante também estão nas páginas dos Tribunais Regionais Eleitorais.

__________________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes