Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Lula defende que gastos no cartão com segurança pessoal não sejam divulgados

X

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008


Cartões corporativos

Lula defende que gastos no cartão com segurança pessoal não sejam divulgados

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu ontem a divulgação das despesas da Presidência da República com cartões corporativos, exceto nos gastos com a segurança pessoal do chefe de Estado e de sua família.

Ele falou com jornalistas ao chegar ao aeroporto de Macapá/AP, após encontro com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, na Guiana Francesa.

"Para mim, só tem um gasto que não tem de ser explicitado e detalhado, que é o de segurança, algo muito delicado", afirmou Lula. "Na minha opinião, o que não se tratar da segurança pessoal do presidente e de sua família pode ser declarado."

Lula disse não temer que a CPMI que investigará o uso dos cartões impeça a votação de projetos considerados prioritários pelo governo federal, como a reforma tributária. "Uma CPI não vai atrapalhar nada. A comissão vai estudar, investigar e apresentar um resultado. O Brasil tem de continuar a funcionar", avaliou.

O presidente elogiou ainda o uso de cartões de crédito para pagar pequenas despesas do governo federal. Para Lula, os gastos eletrônicos fornecem mais transparência à administração pública.

"O cartão corporativo é a forma mais séria e transparente de cuidar dos gastos públicos", declarou Lula. "O que precisamos é, a partir das deficiências, fazer as correções necessárias e continuar colocando na internet (o detalhamento dos gastos) para que a sociedade tenha as informações."

Lula comentou ainda o atentado contra o presidente do Timor Leste, José Ramos-Horta, baleado no último domingo, 10/2, na capital do país, Díli. Segundo ele, falhas na segurança de Ramos-Horta foram responsáveis pelo incidente. "Vimos agora o que aconteceu no Timor Leste. Um pouco de cuidado não permitiria que um presidente fosse atingido fazendo ginástica", disse.

________
____________

Fonte: Agência Brasil
___
_________________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes