Domingo, 24 de março de 2019

ISSN 1983-392X

Candiota sai do Banco Central

Diretor do BC pede demissão após denúncia de sonegação

quarta-feira, 28 de julho de 2004

Candiota sai do Banco Central

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, anunciou há pouco o pedido de demissão em caráter "irrevogável" do diretor de Política Monetária do BC, Luiz Augusto Candiota, e adiantou que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, já encaminhou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a indicação do economista Rodrigo Telles de Rocha Azevedo para substituí-lo.

O economista indicado, de comum acordo com Meirelles, é gaúcho, com doutorado pela Universidade de Ilinois (EUA), com defesa de tese sobre a volatilidade no mercado de ações. Foi analista da Fundação Instituto de Administração da USP e é, atualmente, diretor-executivo do Banco de Investimentos Credit Suisse First Boston.

Enquanto o Senado não sabatina e aprova o nome de Rodrigo Telles, a diretoria de Política Monetária será exercida, interinamente, por um outro diretor do BC.

Luiz Augusto Candiota disse há pouco que se sentiu na obrigação de deixar o cargo devido às acusações publicadas pela revista "IstoÉ" nesta semana. Candiota negou envolvimento em qualquer irregularidade tributária e disse que se sentiu "violentado moral e profissionalmete".

A revista "IstoÉ" desta semana informou que Candiota e o presidente do BC, Henrique Meirelles, estariam sendo investigados pelo Ministério Público e pela CPI do Banestado por suspeita de sonegação fiscal, evasão de divisas e omissão fiscal.

__________________ .

patrocínio

Bradesco

últimas quentes