Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Operação Cana Brava - PF prende 17 empresários paulistas do ramo sucroalcooleiro por sonegação

x

sexta-feira, 13 de junho de 2008


Operação Cana Brava

PF prende 17 empresários paulistas do ramo sucroalcooleiro por sonegação

A Polícia Federal prendeu ontem, 12/6, na capital e em cidades do interior paulista, 17 empresários do ramo sucroalcooleiro. De acordo com informações da PF, os empresários faziam parte de uma quadrilha que fraudava o fisco e a previdência. A RF calcula em R$ 2 bilhões o valor sonegado. Destes, a PF já identificou R$ 600 milhões inscritos na dívida pública.

Ao todo, foram expedidos na Operação Cana Brava 19 mandados de prisão temporária. Dois empresários do interior do estado não foram encontrados porque estavam viajando. Os nomes das pessoas presas estão sendo mantidos em sigilo pela PF.

Doze delas foram presas nas cidades de Araçatuba, Penápolis, Promissão, Avanhandava, Ipaussu, Guarujá, Martinópolis, São José do Rio Preto e Sorocaba.

Cinco empresários foram presos na capital paulista. Segundo informações da PF, foram apreendidos com os empresários presos na capital seis automóveis de luxo e dinheiro. No entanto, os valores apreendidos não ainda não foram divulgados.

As investigações tiveram início em outubro do ano passado, quando a polícia identificou que cerca de 160 empresas ligadas à Companhia Açucareira de Penápolis estavam envolvidas em operações ilícitas com o objetivo de sonegar impostos. O esquema envolvia a contratação de escritórios de consultoria tributária, mudança de domicílio fiscal e uso de laranjas e empresas fantasmas com o objetivo de ocultar faturamentos e bens patrimoniais.

Os empresários envolvidos, de acordo com a PF, estariam subfaturando contratos, comprando cana-de-açúcar e vendendo seus derivados à margem da contabilidade e blindando seus patrimônios com a utilização de empresas de fachada.

A Operação Cana Brava mobilizou 200 policiais federais que tiveram apoio de agentes da RF.

________________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes