Terça-feira, 23 de abril de 2019

ISSN 1983-392X

Advogados já podem devolver processos no STJ sem sair do carro

Instalado no estacionamento externo em frente ao prédio da Administração, o Protocolo Judicial Avançado do STJ já está funcionando para a devolução de processos. A partir de agora, o advogado não precisa mais procurar vaga, estacionar e se deslocar às coordenadorias das Turmas, Seções e Corte Especial. Com o novo serviço, a devolução será feita em guichê específico, das 8h às 18h, sem a necessidade de sair do veículo

terça-feira, 24 de junho de 2008


Protocolo Judicial

Advogados já podem devolver processos no STJ sem sair do carro

Instalado no estacionamento externo em frente ao prédio da Administração, o Protocolo Judicial Avançado do STJ já está funcionando para a devolução de processos. A partir de agora, o advogado não precisa mais procurar vaga, estacionar e se deslocar às coordenadorias das Turmas, Seções e Corte Especial. Com o novo serviço, a devolução será feita em guichê específico, das 8h às 18h, sem a necessidade de sair do veículo.

A cerimônia de inauguração, realizada hoje, 24/6, foi conduzida pelo presidente do STJ, ministro Humberto Gomes de Barros, e contou com as presenças do desembargador convocado do STJ, Carlos Mathias; do ministro aposentado José Cândido; da presidente da OAB do Distrito Federal, Estefânia Viveiros; e do conselheiro Ibaneis Rocha Barros, representando o Conselho Federal da OAB.

Segundo Gomes de Barros, o novo serviço é uma homenagem do STJ aos advogados, classe que justifica a existência do Poder Judiciário e o faz trabalhar, bem como possui um aspecto positivo, um negativo e um culpado. O positivo é que o advogado não precisará mais de longas caminhadas e da estressante procura por vaga no estacionamento; o negativo é que o serviço vai afastar ministros e servidores do convívio com os advogados; e o culpado é o automóvel, "essa doce praga da sociedade moderna".

Falando em nome dos advogados, Estefânia Viveiros ressaltou que o novo serviço vai facilitar e agilizar o trabalho e beneficiar todos os advogados que militam no STJ; ela agradeceu a iniciativa do ministro Gomes de Barros em melhorar o dia-a-dia da atividade forense.

A devolução só vale para os advogados particulares e não abrange os processos criminais e os que correm em segredo de justiça, que continuarão sendo devolvidos nos protocolos das coordenadorias. No mesmo local, o STJ já conta com um protocolo externo para o recebimento de petições referentes a processos em andamento no Tribunal.

___________________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes