Terça-feira, 25 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

CNJ assume função do site extinto Infojus

O CNJ assumirá, com a desativação do site Infojus desde o dia 9/1, a função de agência de notícias do Poder Judiciário. Com isso, as informações relativas à Justiça brasileira continuarão centralizadas em um portal eletrônico, no caso, o do CNJ.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009


Agência de Notícias

CNJ assume função do site extinto Infojus e se torna agência de notícias do Poder Judiciário

O CNJ assumirá, com a desativação do site Infojus (clique aqui) desde o dia 9/1, a função de agência de notícias do Poder Judiciário. Com isso, as informações relativas à Justiça brasileira continuarão centralizadas em um portal eletrônico, no caso, o do CNJ (clique aqui).

A desativação do site Infojus foi informada aos gestores cadastrados por meio de mensagem eletrônica encaminhada na tarde desta sexta-feira. Até o dia 31/1 será mantida uma página temporária informando que o sítio foi desativado, bem como o link "Fale Conosco", a fim de que eventuais dúvidas sobre a interrupção do serviço possam ser sanadas.

Histórico

O portal fazia parte do Projeto de Interligação Informatizada do Poder Judiciário - Infojus que, coordenado pelo Supremo Tribunal Federal, consiste na distribuição de equipamentos a magistrados que ainda não dispõem de acesso à informática. O objetivo é a informatização do Judiciário em todo o Brasil.

O site reunia conteúdo de interesse de todo o Poder Judiciário, MP, advogados e estudantes, tendo sido inaugurado no dia 27/9/02. Com área de livre acesso a todos, o portal disponibilizava diversas ferramentas de pesquisa, glossário de termos jurídicos, notícias e inovações legislativas. Todos esses serviços serão encampados agora pelo CNJ em seu site.

_________________

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes