Quarta-feira, 23 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

Defensoria Pública promove de Ação de cidadania em penitenciária feminina

Em alusão ao Dia da Mulher, comemorado no próximo domingo, a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso, em conjunto com a Assembleia Legislativa, Espaço Cidadania e a Sala da Mulher, promove na próxima terça-feira, 10/3, o "Dia de Ação Cidadania" na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May .

sexta-feira, 6 de março de 2009


Dia da Mulher

Defensoria Pública promove de Ação de cidadania em penitenciária feminina

Em alusão ao Dia da Mulher, comemorado no próximo domingo, a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso, em conjunto com a Assembleia Legislativa, Espaço Cidadania e a Sala da Mulher, promove na próxima terça-feira, 10/3, o "Dia de Ação Cidadania" na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May .

Com a colaboração da Secretaria de Justiça e Segurança Pública - Sejusp, a ação tem o objetivo de fazer a expedição de documentos como identidade, segunda via de certidão de nascimento, carteira de trabalho, e o que mais se fizer necessário para a plena cidadania da mulher reclusa.

O Defensor Público-Geral de Mato Grosso, Djalma Sabo Mendes Júnior, e a coordenadora da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa, Janete Riva, estarão presentes no evento.

Para a coordenadora do Núcleo de Relações Institucionais e Acesso à Cidadania da Defensoria Pública, Danielle Vilas Bôas Biancardini, o projeto será importante para resgatar a dignidade das detentas.

"Estamos atendendo a orientação do CNJ, que tem por objetivo reintegrar a pessoa condenada ao meio social com vistas plenas a cidadania", explicou a procuradora da Defensoria Pública.

Para Janete Riva, "esta parceria é para resgatar a cidadania dessas mulheres, dando à elas o básico que é a documentação para seguir a vida".

"Ações como esta demonstram o comprometimento das instituições na busca da melhoria da qualidade de vida para as pessoas e revela ser um importante passo na valorização e ressocialização das detentas", completou o defensor público-Geral.

Ontem, 5/3, uma equipe, acompanhada de um fotógrafo, estará na penitenciária atendendo as reeducandas e fazendo as fotos que serão utilizadas para a confecção das carteiras de trabalho e de identidade.

Danielle Biancardini lembrou, ainda, que a maioria das mulheres detentas não possui documentação. "Esse é um problema que o sistema prisional enfrenta atualmente com os encarcerados", afirmou.

Defensoria Pública

A Defensoria Pública, por intermédio do Defensor, tem papel fundamental na vida de pessoas pobres na forma da lei, pois é por ela que têm a certeza de acesso à Justiça, objetivando dirimir os conflitos de interesses e, também, a qualquer órgão para a solução de questões administrativas.

O órgão não tem seu foco apenas nas questões jurídicas, seu campo de atuação é amplo, inclusive com ênfase no social.

______________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes