Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

AlfaSol realiza missão a São Tomé e Príncipe

Entre hoje, 25/3 e 4/4, a AlfaSol realizará uma missão a São Tomé e Príncipe, país africano com o qual mantém, desde 2001, acordo de cooperação técnica em parceria envolvendo também o Governo local e a Agência Brasileira de Cooperação - ABC, órgão do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

quarta-feira, 25 de março de 2009


Acordo de cooperação

AlfaSol realiza missão a São Tomé e Príncipe

Entre hoje, 25/3 e 4/4, a AlfaSol realizará uma missão a São Tomé e Príncipe, país africano com o qual mantém, desde 2001, acordo de cooperação técnica em parceria envolvendo também o Governo local e a Agência Brasileira de Cooperação - ABC, órgão do Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

O objetivo é realizar as atividades finais planejadas para a Fase IV do acordo e também iniciar as primeiras atividades previstas para a Fase V, cujo acordo de implantação foi assinado no último dia 20 de janeiro em Brasília. Participarão da missão consultores da AlfaSol e especialistas brasileiros na área de alfabetização e Educação de Jovens e Adultos.

Para encerrar a Fase IV do projeto, serão realizadas atividades de avaliação do trabalho desenvolvido, além de um seminário de articulação e fidelização de parcerias. O objetivo desse seminário é capacitar a equipe local para o estabelecimento de parcerias internacionais que possam vir a apoiar os resultados do projeto, garantindo a sustentabilidade da iniciativa. Assim, serão abordados temas relacionados à transparência, accountability, gestão de projetos, controle financeiro e prestação de contas. Todas as atividades da Fase IV serão realizadas pela equipe da AlfaSol, que inclui a superintendente adjunta, Juliana Opípari Paes Barreto, o diretor de relações internacionais e governamentais, Daniel Augusto Furst Gonçalves, e a consultora de relações internacionais, Luara Lopes.

Iniciando os trabalhos da Fase V, a missão realizará atividades de capacitação de alfabetizadores e de professores do ensino recorrente, nome que a Educação de Jovens e Adultos recebe em São Tomé e Príncipe. Essas atividades serão coordenadas pela diretora do Departamento de Avaliação, Projetos e Pesquisas Educacionais da AlfaSol, Ednéia Gonçalves, em conjunto com as docentes Lorita Weschenfelder e Ana Lúcia Silva Souza, especialistas em temas de formação de formadores na área de alfabetização e EJA.

Além das atividades de formação, serão realizadas reuniões com os coordenadores locais e com a equipe da Direção de Educação de Jovens e Adultos - DEJA do Ministério da Educação de São Tomé e Príncipe, com a finalidade de alinhar estratégias de execução da Fase V do projeto.

A criação da DEJA é um dos resultados positivos mais visíveis do trabalho de cooperação técnica mantido em parceria com a AlfaSol e representou um avanço significativo na estruturação da oferta pública de alfabetização e EJA em São Tomé e Príncipe.

Alfabetização Solidária

A AlfaSol é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1997, que adota um modelo de articulação de parcerias entre todos os segmentos de sociedade e consolida resultados significativos no país. Seu modelo de atuação é reconhecido e premiado no Brasil e no exterior. Com o apoio de 150 empresas e instituições governamentais parceiras, que investem em Educação, de 76 instituições de Ensino Superior que já capacitaram mais de 249 mil alfabetizadores, a Alfabetização Solidária já atendeu mais de 5,4 milhões de alunos, jovens e adultos em 2.116 municípios do país em seus 12 anos de atividades, somente por meio do programa de alfabetização, além de desenvolver programa de formação para 600 professores da rede pública de EJA.

O atendimento a municípios brasileiros com maior índice de analfabetismo e menor IDH – Índice de Desenvolvimento Humano, normalmente localizados no Norte e Nordeste, é priorizado pela Organização e ganha amplitude dentro do Programa Nacional de Alfabetização de Jovens e Adultos. Também são foco do atendimento os bolsões de analfabetismo localizados em metrópoles brasileiras, onde a AlfaSol desenvolve o Programa Grandes Centros Urbanos - PGCU, nos quais os cidadãos solidários adotam um aluno, por R$21,00 durante oito meses. A AlfaSol também desenvolve programas de educação continuada para jovens e adultos atendidos desde o início do processo de alfabetização, garantindo o cumprimento de sua missão de reduzir os altos índices de analfabetismo e fortalecer a política pública de EJA no Brasil.

______________

_______________

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes