Sexta-feira, 18 de outubro de 2019

ISSN 1983-392X

CCJ do Senado vota 12 indicações ao CNMP e duas ao CNJ

A CCJ realiza reunião ordinária amanhã, 20/5, às 10h, para apreciar, em votações secretas, 12 indicações para o CNMP e outras duas indicações para o CNJ. A reunião será retomada na quinta-feira, 21/5, também às 10h, com uma pauta de 16 itens.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Votações secretas

CCJ do Senado vota 12 indicações ao CNMP e duas ao CNJ

A CCJ realiza amanhã, 20/5, reunião ordinária às 10h, para apreciar, em votações secretas, 12 indicações para o CNMP e outras duas indicações para o CNJ. A reunião será retomada na quinta-feira, 21/5, também às 10h, com uma pauta de 16 itens.

A PGR indicou sete dos 12 nomes para o CNMP: Nicolao Dino de Castro e Costa, Sandra Lia Simon, Maria Ester Henrique Tavares, Diaulas Costa Ribeiro, Sandro José Neis, Cláudio Barros Silva e Achiles de Jesus Siquara Filho. Outros dois foram indicados pelo Conselho Federal da OAB: Adilson Gurgel de Castro e Almino Afonso Fernandes.

Os outros indicados para o CNMP são Taís Schilling Ferraz, indicada pelo Supremo Tribunal Federal; Sérgio Feltrin Corrêa, pelo STJ e Bruno Dantas Nascimento, indicado pelo Colégio de Líderes do Senado Federal.

Já os indicados para o CNJ são Paulo de Tarso Tamburini Souza, indicado pelo STF; e Marcelo da Costa Pinto Neves, pelo Senado Federal.

Criado pela EC 45/04 (clique aqui), o CNMP tem por atribuição o controle da atuação administrativa e financeira do MP e do cumprimento dos deveres funcionais de seus membros. O CNMP foi instalado em junho de 2005, tem sede em Brasília e funciona atualmente no Edifício Terracotta, QI 3, Lago Sul.

O CNMP é composto por 14 membros, incluindo-se o procurador-geral da República, que o preside; quatro membros do MP da União; três membros do MP dos estados; dois juízes, indicados um pelo STF e outro pelo STJ; dois advogados, indicados pelo Conselho Federal da OAB; e dois cidadãos de notável saber jurídico e reputação ilibada, indicados um pela Câmara e outro pelo Senado.

O CNJ foi instalado em junho de 2005, tem 15 conselheiros e é presidido pelo presidente do STF. Todos os seus membros precisam ser aprovados pelo Senado antes de serem nomeados pelo presidente da República. O CNJ está situado no Anexo I do STF em Brasília e sua principal competência é zelar pela autonomia do Poder Judiciário e pelo cumprimento do Estatuto da Magistratura.

_________
_____________

Leia mais

  • 13/5/09 - Senado adia sabatina dos conselheiros do CNJ e do CNMP - clique aqui.
  • 13/5/09 - Senado sabatina indicados ao CNMP e CNJ- clique aqui.

_____________

patrocínio

Bradesco Advertisement VIVO

últimas quentes