Segunda-feira, 24 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

"Que coisa!" - Juiz de Rio Claro profere despacho inusitado

Inusitado. Talvez seja esse apenas um dos adjetivos cabíveis ao despacho dado pelo juiz Alexandre Dalberto Barbosa, da 1ª vara Cível da comarca de Rio Claro/SP

terça-feira, 6 de outubro de 2009


É cada uma !

"Que coisa!" - Juiz de Rio Claro profere despacho inusitado

Inusitado. Talvez seja esse apenas um dos adjetivos cabíveis ao despacho dado pelo juiz Alexandre Dalberto Barbosa, da 1ª vara Cível da comarca de Rio Claro/SP, nos autos do processo 510.01.2006.002767-3.

Ao rejeitar embargos de declaração da Bradesco Auto/Re, profere o juiz : "Rejeito os embargos de declaração da Bradesco Auto/Re porquanto a sentença estipulou expressamente os juros e correção devidos de maneira que não há contradição nem omissão a declarar. Não gostou da sentença apele e pare de procrastinar. Que coisa! Int.".

  • Clique na imagem abaixo e confira o despacho.

__________________







_______________

  • Você também pode conferir o processo 510.01.2006.002767-3 no site do TJ/SP. Clique aqui e preencha os dados conforme imagem abaixo.




___________
_______________

Leia mais

  • 5/2/09 - Convite para churrasco vai parar em processo no RS - clique aqui.
  • 3/2/09 - "Futebol sem deboche não dá !" - clique aqui.
  • 30/1/09 - Em tempos de Big Brother, Juiz entende que televisão é um bem essencial – clique aqui
  • 13/4/07 - Briga de galo. Decisão de magistrada do TJ/RJ seria cômica se não fosse trágica para o Direito brasileiro – clique aqui

______________

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes