Segunda-feira, 24 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

TJ/RJ - Desembargador Sergio Cavalieri despede-se da magistratura estadual

O desembargador Sergio Cavalieri Filho despediu-se na tarde de hoje, dia 16, do TJ/RJ, após 37 anos de exercício da magistratura. Ex-presidente do TJ no biênio 2005/2006, o desembargador Cavalieri completará 70 anos este mês e se aposentará pela compulsória. Ele foi homenageado pelo presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, que o chamou de "amigo".

terça-feira, 17 de novembro de 2009


Despedida

TJ/RJ - Desembargador Sergio Cavalieri despede-se da magistratura estadual


Sergio Cavalieri agradece a homenagem, sendo observado pelo presidente do TJ/RJ, Luiz Zveiter.

O desembargador Sergio Cavalieri Filho despediu-se ontem, 16/11, do TJ/RJ, após 37 anos de exercício da magistratura. Ex-presidente do TJ no biênio 2005/2006, o desembargador Cavalieri completará 70 anos este mês e se aposentará pela compulsória. Ele foi homenageado pelo presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, que o chamou de "amigo". A solenidade de despedida foi realizada na sala de sessões do Órgão Especial e contou com a presença de cerca de 150 desembargadores, de juízes, diretores, servidores, amigos e familiares.

"A saída de Vossa Excelência do nosso convívio por imposição legal deixará um vazio quase impreenchível, não fossem suas realizações e decisões que marcarão pela eternidade sua passagem por este Tribunal", afirmou presidente do TJ, lembrando que o desembargador Sergio Cavalieri é um homem de bem, digno e honrado.

O desembargador Luiz Zveiter lembrou que o exemplo de Cavalieri servirá de norte para as próximas gerações de juízes. "Acreditando que através do seu próprio esforço e dedicação constante pudesse contribuir ativamente para a transformação que sonhava, fez de sua toga um instrumento de seu ideal assumido de tornar a magistratura mais forte e compromissada com a sua verdadeira missão de pacificação social", ressaltou o presidente do TJ.

Para falar de sua amizade pelo ex-presidente do TJ/RJ, o desembargador Luiz Zveiter citou a poetisa Cecília Meirelles ao dizer que Cavalieri está incluído entre as pessoas que aparecem em nossa vida e que a marcam para sempre. "Vossa Excelência se inclui entre estas últimas, amigo leal e verdadeiro", frisou.

O presidente do TJ fluminense afirmou ainda que o desembargador Sergio Cavalieri promoveu uma revolução nos paradigmas do Judiciário estadual. "Num primeiro momento, dando suporte aos que administrava, e em outro, exercendo a própria administração, fazendo com que o Judiciário nacional passasse a repensar a sua estrutura organizacional", falou.

Ao finalizar seu discurso, o desembargador Luiz Zveiter exibiu vídeo com as imagens de como ficará o complexo do Judiciário estadual, no Centro do Rio, após o término das obras de construção da Lâmina IV, V e Central, comandadas por ele. O presidente do TJ disse que não ficaria plenamente satisfeito se não tivesse a oportunidade de mostrar ao amigo, em sua última sessão no Tribunal Pleno do Judiciário fluminense, "um entre muitos sonhos" que acalentou e que estará concluído, segundo ele, ao término do seu mandado.

Despedida sem palavras

Emocionado, o desembargador Sergio Cavalieri Filho, conhecido por ser um grande orador, desta vez ficou sem palavras. "Hoje não tenho condições de falar. A gratidão é a memória do coração e eu tenho coração. Saio daqui muito feliz em ver que o futuro desta casa será ainda mais brilhante do que foi até hoje na direção de Vossa Excelência. Para vocês todos o meu muito obrigado por tudo aquilo que vocês representaram na minha vida. Eu creio que a maioria dos desembargadores que aqui estão recebeu meu voto. Durante muitos anos estive no Órgão Especial , votei em quase todos. Nunca me arrependi", afirmou.

O desembargador Sergio Cavalieri ingressou na Magistratura do Estado do Rio em 1972, após ter sido promotor de Justiça. No TJ, ele sempre atuou nas áreas cível e da Fazenda Pública, vindo a ser, posteriormente, presidente do extinto Tribunal de Alçada Cível, ocasião em que conheceu o desembargador Luiz Zveiter. Ele foi diretor da Emerj, função que exerceu por quatro anos sem abandonar a atividade judicial. Cavalieri também é professor do curso de Direito da Universidade Estácio de Sá. Durante a sua gestão, foi construída a Lâmina III, na Rua Dom Manuel, sede das Câmaras Cíveis e da 1ª vice-presidência do TJ/RJ.

________________________

informativo de hoje

patrocínio

VIVO

últimas quentes