Terça-feira, 18 de junho de 2019

ISSN 1983-392X

Retrato do des. Sergio Cavalieri na galeria de ex-presidentes do TJ/RJ

O ex-presidente do TJ/RJ no biênio 2005/2006, desembargador Sergio Cavalieri Filho, participou hoje, 8/12, Dia da Justiça, da solenidade de inauguração do seu retrato na Galeria de Presidentes do TJ/RJ.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009


Solenidade

Presidente Luiz Zveiter inaugura retrato do des. Sergio Cavalieri na galeria de ex-presidentes do TJ/RJ


O des. Sergio Cavalieri, acompanhado de sua esposa e do presidente do TJ/RJ, descerra seu retrato na Galeria de Presidentes do TJ/RJ.

O ex-presidente do TJ/RJ no biênio 2005/2006, desembargador Sergio Cavalieri Filho, participou ontem, 8/12, Dia da Justiça, da solenidade de inauguração do seu retrato na Galeria de Presidentes do TJ/RJ.

"Hoje para mim é um momento de rara satisfação por poder perpetrar a imagem de uma pessoa que para mim foi muito importante no Tribunal. Conheci mais de perto o desembargador Cavalieri quando ele era presidente do TJ e eu complementei o mandado de corregedor do desembargador Carpena. Na ocasião, disse a ele que não sabia se conseguiria acompanhá-lo. Para mim, foi a maior administração que este Tribunal já teve. Em mim você tem um seguidor, por tudo o que você fez pelo Judiciário", disse o presidente do TJ/RJ, desembargador Luiz Zveiter, na homenagem ao desembargador Cavalieri.

O magistrado agradeceu as palavras do presidente e falou sobre o TJ/RJ: "Após quase 38 anos pertencendo à Justiça fluminense, dos quais 16 anos como integrante deste Tribunal, do qual tive a honra de ser presidente ao lado do desembargador Zveiter como corregedor, posso dizer que a Justiça do Rio tem uma história que nenhum outro teve ou terá. Ele foi o Tribunal do Império, depois da República, do antigo Estado da Guanabara e agora é o Tribunal do Estado do Rio de Janeiro. Tinha um temor reverencial por exercer aqui a magistratura", afirmou.

O desembargador Cavalieri, que completou 70 anos no mês passado e, em virtude da aposentadoria compulsória, deixou a Magistratura estadual, disse também possuir duas grandes satisfações: "A primeira é a consciência do dever cumprido, apesar de saber que somos muito tolerantes conosco mesmos. A segunda satisfação é que ser presidente de um Tribunal como este é uma grande honra, uma grande realização e sem dúvida deixar o meu retrato aqui, ao lado de grandes magistrados, é um motivo de enorme satisfação, principalmente sendo colocado pelas mãos operosas e dignas do presidente Zveiter. Trabalhamos seis meses juntos como presidente e corregedor e tenho certeza de que o passado glorioso deste Tribunal será ainda mais glorioso depois de sua passagem por aqui", finalizou o desembargador Sergio Cavalieri.

Após as palavras do presidente e do desembargador homenageado, o magistrado e sua esposa, Jóia Cavalieri, descerraram juntos o retrato que agora faz parte da Galeria de Presidentes do TJ do Rio, e a desembargadora Maria Helena Salcedo entregou flores à senhora Cavalieri.

Magistrado de carreira, o desembargador Sergio Cavalieri Filho atuou na área cível e da Fazenda Pública. Ele foi também presidente do extinto Tribunal de Alçada Cível e diretor da Escola da Magistratura do Rio (Emerj), função que exerceu por quatro anos sem abandonar a atividade judicial. Cavalieri também é professor do curso de Direito da Universidade Estácio de Sá.

Na chefia do Poder Judiciário estadual ele promoveu um choque de gestão visando à eficiência administrativa e ao combate à morosidade. "Na administração privada busca-se o lucro. Na administração da Justiça, o lucro é a eficiência; é a prestação jurisdicional em tempo razoável e acessível a todos", defendia o ex-presidente.

Em sua gestão foram entregues novos e modernos prédios da Justiça Estadual, entre eles, a Lamina III, os fóruns das Comarcas de Mangaratiba, da Região Oceânica de Niterói, Petrópolis, Duas Barras, Cabo Frio, Campos, Barra Mansa, Madureira e Méier, além da reforma de tantos outros. Também foram criadas e instaladas 36 novas varas mediante transformação de varas ociosas ou de pequeno número de processos. O passo mais importante na busca da eficiência nos Juizados Especiais Cíveis foi a implantação dos juízes leigos, auxiliares dos juízes de Direito.


O des. Sergio Cavalieri, sua esposa Jóia Cavalieri, e o presidente do TJ/RJ, des. Luiz Zveiter.

_____________________

patrocínio

VIVO

últimas quentes